Para CDL, multifeiras oferecem concorrência desleal e prejuízos ao Estado

0

A realização das Multifeiras, especialmente a que foi programada para acontecer de 29 de abril a 08 de maio na Orla de Atalaia, na semana comemorativa ao Dia das Mães, voltou a ser condenada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL) e pela FCDL/Sergipe.

Para a entidade, a realização desse tipo de evento, inclusive com a autorização do governo do Estado, representa uma concorrência desleal aos comerciantes estabelecidos na cidade.

“Pagamos PIS, Cofins, INSS, FGTS, ICMS, aluguel, 13º salário e muito mais, enquanto que essas empresas participantes de multifeiras passam poucos dias aqui, não pagam impostos e nem geram renda para o Estado”, diz Samuel Schuster, presidente da CDL.

Segundo a CDL, desde que condenou esse tipo de atitude, realizando eventos prejudiciais ao comércio sergipano, os telefones da entidade não param de tocar, ante a manifestação condenatória dos lojistas.

Conselho do Comércio 

Enquanto não existe um planejamento para a ocorrência dessas feiras esporádicas, a FCDL lembra que uma norma da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Tecnológico prevê que esse tipo de evento seja discutido no Conselho de Desenvolvimento do Comércio (CDC).

“Esperamos que a Sedetec, antiga Indústria e Comércio, convoque o CDC, onde os lojistas têm assento, para que a realização destas feiras tenham a aprovação de todos e não prejudique o comércio”, opina Gilson Figueiredo, da FCDL/Sergipe.

Fonte: Ascom CDL 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais