Confira a pesquisa de preços de medicamentos realizada pelo Procon

0
Foram coletados os preços de 27 produtos (Foto ilustrativa/ Pixabay)

Com o objetivo de oferecer uma referência de preço ao consumidor, a Prefeitura Municipal de Aracaju, por meio da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), promoveu, nesta segunda-feira, 18, pesquisa comparativa de preços de medicamentos. O levantamento, realizado pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju), visitou 6 estabelecimentos comerciais da capital sergipana, nos quais foram coletados os preços de 27 produtos. Confira a tabela completa 

O coordenador do órgão, Igor Lopes, comenta o resultado da pesquisa. “Analisando os dados tabulados, podemos observar que a variação de preços entre os estabelecimentos é considerável, razão pela qual deve o consumidor desenvolver o hábito de pesquisar. É importante o desenvolvimento do consumo consciente”, aponta Igor Lopes.

(Foto: ascom Semdec)

Além de sempre pesquisar os preços antes de fazer a compra, é importante que o consumidor esteja atento às oportunidades para economizar , como explica Igor. “Alguns estabelecimentos ofertam preços diferenciados para os consumidores aposentados e pensionistas e para aqueles que possuem cartão fidelidade do estabelecimento”. Além disso, vale observar se o estabelecimento trabalha com descontos provenientes de planos de saúde ou se existe algum programa de fidelidade proveniente do laboratório e/ou drogaria.

Outros aspectos a serem verificados antes da compra são indicados pela coordenadora de Educação e Pesquisa do Procon Aracaju, Grazielle Rodrigues. “É importante que o consumidor observe se o número do lote, prazo de validade e data de fabricação, que constam na caixa do medicamento, são iguais aos marcados nas cartelas ou frascos. Além disso, todo medicamento deve possuir o número de registro no Ministério da Saúde”, aponta a coordenadora.

Vale lembrar que as variações de preços constatadas referem-se ao dia em que o levantamento foi realizado. Dessa forma, é possível que, ao fazer a compra, o consumidor venha a encontrar alterações, por conta de descontos especiais, ofertas ou promoções. Além disso, as alterações podem ocorrer ainda entre estabelecimentos de uma mesma rede, que podem oferecer preços diferenciados entre si.

Para registrar reclamações, na sede do órgão, o consumidor pode agendar o atendimento por meio do site procon.aracaju.se.gov.br, no link ‘agendamento online’, que irá disponibilizar um calendário com dias e horários disponíveis. O órgão está localizado na avenida Barão de Maruim, nº 867, bairro São José, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Produtos pesquisados

Analgésico: Buscopan, Dipirona, Dorflex; Antialérgico: Allegra, Claritin, Desalex; Antibiótico: Ampicilina, Bactrim, Claritromicina; Anticonvulsivante: Égide, Gardenal; Antidepressivo: Amytril, Donaren, Pamelor; Antidiabético: Daonil, Jardiance, Metformina; Anti-Hipertensivo: Aldomet, Clorana, Diupress; Anti-inflamatório: Diclofenaco, Ibuprofeno, Nimesulida; Antiparasitário: Albendazol e Annita; Contraceptivo Hormonal: Mesigyna e Selene.

Fonte: PMA

Comentários