Petrobras inaugura nova plataforma e instalações do Cenpes

0

Plataforma será referência para outras unidades que vão operar no pré-sal (Fotos: Agência Petrobras)
A Petrobras batizou na manhã desta quinta-feira, 7, no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ), o navio-plataforma P-57, que irá operar no campo de Jubarte, na porção capixaba da Bacia de Campos, a 80 km da costa do Espírito Santo. Essa unidade inaugura uma nova geração de plataformas, concebidas e montadas a partir do conceito de engenharia que privilegia a simplificação de projetos e a padronização de equipamentos. Um modelo que será referência para as futuras plataformas da Petrobras, como a P-58 e P-62, e para as unidades que irão operar no pré-sal da Bacia de Santos.

A P-57 é uma plataforma do tipo FPSO (sigla em inglês que significa unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo) e integra a segunda fase de desenvolvimento do campo de Jubarte. Ancorada a uma profundidade d´água de 1.260 metros, produzirá petróleo de 17 graus API (medida de densidade do petróleo). Ela terá capacidade para processar, diariamente, até 180 mil barris de petróleo e 2 milhões de metros cúbicos de gás. Começará a operar ainda este ano, interligada a 22 poços, sendo 15 produtores e 7 injetores de água. Será a primeira unidade dessa complexidade a operar na costa do Espírito Santo.

Anuncio das inaugurações ocorreu em coletiva na tarde da última quarta, 5
A nova unidade de produção entrará em operação ainda em 2010 e o pico de produção deverá ser atingido até o início de 2012. O petróleo produzido será transferido por navios aliviadores para terra. E o gás será escoado por gasoduto submarino para a Unidade de Tratamento de Gás Sul Capixaba, localizada na região de Ubu, no município de Anchieta, a cerca de 100 km de Vitória.

Inauguração

A cerimônia de batismo, em Angra dos Reis, contou com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e outras autoridades do governo federal, além do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, e dos diretores Guilherme Estrella, de Exploração e Produção; Paulo Roberto Costa, de Abastecimento; Renato Duque, de Serviços, e Graça Foster, diretora de Gás e Energia.

Em coletiva na última quarta-feira, 6, o gerente de Exploração e Produção da Petrobras para as regiões Sul e Sudeste, José Antônio de Figueiredo, disse que a P-57 representa um marco na história da Companhia. “A P-57 inaugura uma nova era de plataformas. Apesar de ter uma grande capacidade de processamento, com 180 mil barris de petróleo, e estar ancorada a 1100 metros de lâmina d’água, tem um projeto bem simplificado, com equipamentos mais padronizados”.

Ele também destacou a importância da plataforma para o estado do Espírito Santo. “No início de 2000, a produção no Espírito Santo era algo em torno de 10 a 12 mil de barris de petróleo por dia. Com a instalação da P-57, além do que já existe, como a P-34, Capixaba, Cidade de Vitória, Cidade São Mateus, e a contratação da P-58, esses projetos permitem que, em 2015, a Petrobras produza, no estado, 500 mil barris por dia”, projetou o gerente, informando que a plataforma deverá entrar em produção em novembro deste ano.

Cenpes

Já na tarde desta quinta, o presidente Lula e o presidente da Companhia inauguram, ainda, a ampliação do Centro de Pesquisas (Cenpes). A editora do Portal Infonet, Raquel Almeida, viajou a convite da Petrobras para cobrir o evento.

O gerente executivo do Cenpes Carlos Tadeu da Costa Fraga  citou alguns laboratórios que farão parte das novas instalações, entre eles os voltados diretamente para o pré-sal: “Teremos laboratório de caracterização das rochas que contêm petróleo do pré-sal e vamos simular, fisicamente, o comportamento desses fluidos. Haverá também laboratórios para depuração do petróleo, escoamento e de seleção de materiais para o pré-sal”, citou.

Com informações da Agência Petrobras

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais