Petrobras: produção em águas profundas de SE começam em novembro

0
FPSO – unidade flutuante de produção – idêntica a essa será instalada em Sergipe (Foto: Steferson Faria / Banco de Imagens Petrobras)
Mapa das descobertas em águas profundas em SE (Foto: ASN)

Os testes de longa duração – sistemas simplificados de produção para avaliação dos reservatórios – nas bacias de águas profundas no estado de Sergipe devem iniciar no mês de novembro. O anúncio foi feito na tarde da última quinta-feira (17), quando a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou o novo cronograma para os testes de produção.

Segundo a Agência, o projeto precisou ser postergado por um ano para manutenção na Unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência (em inglês FPSO – Floating Production Storage and Offloading), na cidade de São Vicente.

O objetivo da Petrobras é concluir a exploração de várias descobertas de petróleo e gás natural na Bacia de Sergipe, mas a etapa vital para decidir os próximos passos é um teste de longa duração (TLD).

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, explica que os testes de longa duração são fundamentais para que a Petrobras, tenha mais detalhes dos reservatórios encontrados em Sergipe. “A expectativa é a melhor possível. Confirmando todo esse potencial que acreditamos ter nas nossas bacias, Sergipe terá ainda mais instrumentos para atrair investimentos para o estado”, observa o secretário.

Potencial em óleo e gás

Há cerca de seis anos, a Petrobras fez descobertas gigantes de petróleo e gás natural no offshore de Sergipe, com grande potencial de produção de gás. Nos últimos meses, o olhar do mercado se voltou para o estado, visto que novos poços foram recentemente arrematados, não só pela Petrobras, como também pela ExxonMobil.

José Augusto Carvalho, reforça que Sergipe está vivenciando um marco no desenvolvimento econômico. “O gás é um vetor importante para o estado de Sergipe e a secretaria não pode deixar de receber com entusiasmo a notícia de início dos testes. O progresso do futuro de Sergipe passa pelo gás e pelo petróleo. Não só como energia, mas como matéria prima para fertilizantes, etc. Isso mostra quanto estamos empenhados a escrever um novo desenvolvimento econômico para o nosso estado”, finaliza.

 

Com informações da ASN 

Comentários