Petrobras realiza curso sobre o Pré-sal para jornalistas

0

O consultor Diogo Assmar falou sobre o Prominp (Foto: Portal Infonet)
O presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli de Azevedo, chega na noite desta terça-feira, 26, ao Estado de Sergipe. Ele participa nesta quarta-feira, 27, do Seminário Pré-Sal e o Futuro do Brasil, que acontece a partir das 8h no auditório da reitoria da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Antecipando o evento, a estatal promoveu durante toda a tarde de hoje no Hotel Mercure, um curso de energia sobre o pré-sal voltado para jornalistas. Os palestrantes destacaram a geologia brasileira e do pré-sal, os desafios do pré-sal e o papel do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp)

“O grande sal de Sergipe ocorre em terra”, ressalta Álvaro Arouca, gerente de interpretação exploratória do Norte da Bacia de Campos, ao falar sobre o campo petrolífero de Carmópolis.

Ele explicou que a camada de sal é um selo que permite que o óleo fique armazenado na parte de baixo. “Mas a gente continua achando muito petróleo aqui em cima. Onde tem petróleo, a Petrobras está procurando”, ressalta.

“Nenhum poço nosso chegou até lá embaixo [na camada de sal], embora existe a possibilidade”, complementa José Marcelo Luvizotto, gerente de Engenharia de Produção Sergipe de Produção da Petrobras Sergipe e Alagoas.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais