Polêmica sobre o concurso de São Cristóvão

0

Entrada da cidade de São Cristóvão, que nos últimos tempos vem passando por diversas crises
Algumas pessoas que fazem parte da coligação dos partidos de oposição ao prefeito de São Cristóvão, Alex Rocha, irão protocolar no Ministério Público Estadual (MPE) denúncias de irregularidades no concurso público ocorrido nesse domingo, 17, no município. O advogado do grupo falou a um programa de rádio que, de acordo com candidatos que prestaram o concurso, o tema de um texto contido no exame reflete uma questão política, o que seria irregular por conta do período de campanha eleitoral.

 

Ele afirmou ainda que independente disso, irá entrar na justiça cível para anulação da prova. O advogado aponta que a empresa que fez o concurso não tem idoneidade. Ele disse ainda que teve a informação de que o gabarito da prova havia identificação do candidato, o que poderia acabar favorecendo alguns.

 

A prefeitura de São Cristóvão já se manifestou e esclareceu que o concurso público foi feito dentro da absoluta normalidade e, atendendo a todos os requisitos estabelecidos pelo MPE.

 

Em nota, a assessoria de comunicação do município declarou que: “O que querem na verdade, é confundir a opinião pública com notícias levianas e maldosas. Nenhum participante do concurso fez à nossa administração qualquer tipo de denúncia referente ao concurso, a não ser pessoas ligadas a oposição, o que já era esperado, pois querem passar para a população a impressão de que a atual administração está um caos”.  

 

A assessoria enviou uma cópia do texto que motivou as críticas, que é na verdade uma reprodução de um texto de Rubem Braga, intitulado ‘Carta ao Prefeito do Distrito Federal’, datada de junho de 1951 e extraído da Editora Ática. Confira o texto abaixo.

 

Comentários