População paga despesas em dinheiro vivo

0

População paga pequenas compras em dinheiro
A maioria da população brasileira recebe salário e paga suas contas em dinheiro. Foi o que comprovou a pesquisa realizada por solicitação do Departamento do Meio Circulante (Mecir) do Banco Central do Brasil. Os dados mostram que 55% da população brasileira recebe seu salário em espécie. Esse percentual sobe para 70% na região Nordeste.

 

Entre os entrevistados, 77% declaram que usam o dinheiro em espécie para pagamento de dívidas e nas compras. Normalmente, esse meio é utilizado para pagar compras de baixo valor, tais como os gastos em padarias e mercadinhos. Na medida em que o gasto vai ficando mais elevado, como a compra de eletrodomésticos ou roupas e calçados, diminui o percentual da população que usa essa forma de pagamento.

 

Cuidado

 

A pesquisa indica que a carteira é usada para guardar o dinheiro por 63% dos entrevistados. Outras formas declaradas de guardar as cédulas são solto na bolsa (10%), em compartimentos dentro da bolsa (7%), em carteirinhas dentro da bolsa (5%) ou em porta níqueis (2%).

 

Em relação à moeda, 30% dos entrevistados disseram que guardam as moedinhas no bolso. Outros 26% na carteira e 29% em porta níqueis. Quanto ao estado de conservação, as cédulas de maior valor, de R$ 100 e R$ 50, são as mas bem cuidadas.

 

Uso

 

A maioria dos entrevistados costuma levar nas bolsas e carteiras valores médios de até R$ 20 reais, elegendo as notas de R$ 10 e R$ 5 como suas preferidas (mais de 50%). Outros 28% dos entrevistados declararam que costumam carregar valores entre R$ 1 e R$ 2 nos bolsos. Os entrevistados disseram que de cada 10 moedas que recebem, usam 75% delas no dia-a-dia. As moedas ficam guardadas em casa por no máximo uma semana, segundo 54% dos entrevistados.

 

Com informações do Banco Central

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais