Pré-sal: Déda é contra divisão de royalties

0

A distribuição dos royalties da futura exploração do petróleo nas camadas profundas do pré-sal está dando um qüiproquó dos diabos. Enquanto o governo (leia-se Lula) defende uma distribuição ampla, ou seja, para todos os entes federativos, os estados produtores, à frente o Rio de Janeiro e Espírito Santo, defendem a distribuição nos moldes da legislação vigente, isto é, royaltie apenas para quem produz. E trata-se de muita grana.

O governador Marcelo Déda, está ao lado destes últimos e em oposição ao compadre Lula, porque governa um Estado produtor de petróleo e porque, segundo declarou, “na hora em que flexibilizar no pré-sal, mais cedo ou mais tarde se flexibiliza a idéia dos royalties para toda a produção do Brasil. É abrir a porteira”.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais