Prefeitura reordena filas para saque de auxílio emergencial na Caixa

0
Saque do benefício é de R$ 600 reais(Foto: Sergio Silva)

Izabel Santos, de 28 anos, chegou cedo à Serigy, a agência da Caixa Econômica Federal localizada no calçadão da rua João Pessoa, no Centro, para sacar o auxílio emergencial de R$ 600, cuja segunda parcela começa a ser paga nesta segunda-feira, 18, em todo o Brasil. Diferentemente do que ocorreu no mês passado, durante a liberação do primeiro lote, Izabel, que no momento está desempregada, foi surpreendida pela estrutura que a Prefeitura de Aracaju montou no entorno dessa agência para organizar as filas e evitar aglomerações, de modo a conter a propagação da covid-19.

Para isso, a Prefeitura, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), colocou em prática um plano de ação no entorno da Agência Serigy, a mais movimenta da Caixa na capital, com instalação de 880 metros quadrados de toldos; 275 cadeiras ordenadas, respeitando a distância de 1,5 metros para que as pessoas possam manter o distanciamento social enquanto aguardam nas filas; acesso preferencial; disciplinadores, banheiros químicos e lavatórios. Também foram montados banheiros e lavatórios no entorno das agências DIA (na avenida Hermes Fontes), Siqueira Campos e Melício Machado.

“Cheguei aqui por volta das cinco horas da manhã e achei estranho quando vi o toldo e as cadeiras, porque em abril não estava assim. A Prefeitura conseguiu pensar na nossa necessidade, porque estávamos no sol, em pé, e havia muita briga devido à desorganização. Tinha até roubos. Agora está decente e só temos a agradecer”, reconhece Izabel Santos.

Ivalda Alves dos Santos, 47, veio de Camaçari, no estado da Bahia, para fazer o saque em Aracaju, e ela não se arrependeu. “Estou afastada do trabalho, assim como milhares de brasileiros. Sou da Bahia e lá está há muito tumultuado, muita gente e tudo desorganizado, um caos. Aqui, temos essa estrutura que respeita as orientações sanitárias. Muito diferente do que eu vi na Bahia. A Prefeitura de Aracaju está de parabéns, porque pensou no povo”, elogia.

Opinião semelhante tem Alexsandro Costa dos Santos, 40, que mora no bairro Centro. “A ideia foi boa, porque ninguém fica no sol, há cadeiras para sentar com muita organização, mantendo distanciamento social. Vim tentar tirar a parcela do mês passado que eu não consegui retirar. Estou aguardando, sem problemas”, afirma.

Contribuição
O presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, reforça que a ação estratégica da Prefeitura é mais uma contribuição para frear a proliferação da covid-19 na capital. “A velocidade de contaminação ainda está grande e, além disso, nós temos uma ocupação considerável dos leitos. Com o pagamento do auxílio, criou aglomerações. Já sabendo disso, a Prefeitura se antecipou e montou essa estrutura aqui na Caixa Econômica [agência Serigy]. Fizemos isso para evitar tumultos e contribuir para que não aumente a proliferação do vírus e mais pessoas não se contaminem por causa de uma necessidade que é o recebimento desse benefício”, destaca o presidente.

Luiz Roberto é categórico ao afirmar que, neste momento de pandemia, é crucial a união dos órgãos públicos e iniciativa privada. “É um momento de união, onde todos têm de fazer a sua parte, sejam governos ou iniciativa privada. É um investimento que se justifica, porque salva pessoas”, diz, ao lembrar que toda a ação é operacionalizada, conjuntamente, por equipes da Emsurb, SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) e GMA (Guarda Municipal de Aracaju).

Sobre a interdição
Na região da Agência Serigy, que fica no calçadão da rua João Pessoa, no Centro, foi feito um bloqueio de 110 metros na travessa Baltazar Góes. Já na Agência Siqueira Campos, a travessa Irmã Gildete fica parcialmente bloqueada, em uma extensão de 40 metros. Já para atender o público que procura a Agência DIA, localizada na avenida Hermes Fontes, será feito um estreitamento de pista.

Transporte coletivo
Com os bloqueios das vias, três linhas do transporte público têm seus itinerários temporariamente alterados: a 051-Atalaia/Centro; 200-2-Circular Indústria e Comércio 02 e a 709-D.I.A./Centro via Clínicas. Assim, os veículos dessas linhas farão o seguinte percurso: Terminal Centro, rua Capela, rua Propriá (lateral da Catedral), travessa Benjamin Constant e avenida Ivo do Prado.

Fonte: PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais