Presidente do Fecomse quer posição concreta do Cencosud

0
Ronildo Almeida, presidente do Fecomse e da UGT/SE (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Sergipe (Fecomse) e da União Geral dos Trabalhadores de Sergipe (UGT/SE), vai se reunir nesta terça-feira, 10, com representantes do Grupo Cencosud para tratar de pendências junto aos trabalhadores. Ele vai aproveitar para tratar da preocupação [com o desemprego] em torno da notícia [publicada na Veja Mercados] dando conta de que o grupo chileno de supermercados e shoppings se articula para vender a operação no Brasil.

“A empresa nega, mas a verdade é que está havendo uma insegurança junto aos cerca de 7 mil trabalhadores nas empresas do Cencosud em Sergipe. Amanhã (7), vamos ter um encontro com representantes do grupo para tratar de outros assuntos relacionados aos trabalhadores e vamos aproveitar para solicitar uma posição concreta se vender mesmo e a quem ou se não vai, porque os trabalhadores estão apreensivos porque a venda de um grupo como o Cencosud pode afetar o emprego de muita gente", destaca Ronildo Almeida lembrando que o grupo também negou quando a Fecomse denunciou a transferência do escritório e do centro de distribuição para a Bahia, mas o fato se concretizou.

Blog

No blog de Geraldo Samor publicado na Revista Veja Mercados, edição do último dia 04 de fevereiro, o texto intitulado Cencosud vai colocar Brasil à venda, “os credores do Cencosud estão se articulando para fazer uma venda total ou parcial da operação brasileira”.

O blogueiro enfatiza que “desde 2009, o Cencosud investiu 4,5 bilhões de dólares em oito aquisições no Brasil, Chile, Colômbia e Argentina. E que no Brasil o grupo comprou o Bretas, em Minas Gerais, o Prezunic, no Rio e o G. Barbosa no Nordeste. Mas a integração das operadoras foi um pesadelo. Sob pressão dos bancos, o Cencosud agora começa a desenhar uma estratégia para dar a volta por cima”.

Cencosud

A assessoria das empresas [G.Barbosa e Mercantil], que formam o Cencosud em Sergipe, informou por meio de nota que: “O Grupo Cencosud nega a informação de quaisquer reestruturações de suas operações no Brasil. A empresa não tem interesse em vender – nem total e nem parcialmente – seus negócios no País. O Grupo ressalta que as informações veiculadas recentemente na mídia são falsas e infundadas”.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais