Procon traz dicas para evitar fraudes ao realizar compras virtuais

0
Coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes (Foto: Ascom/Procon)

O período de pandemia causou um aumento relevante na quantidade de pessoas que têm feito compras online, principalmente pelas medidas de restrição enfrentadas atualmente. Uma pesquisa realizada pela Boa Vista, envolvendo cerca de 600 entrevistados, aponta que 29% dos consumidores aumentaram a frequência de compras nos últimos meses.

Diante de questionamentos sobre o meio de pagamento que utilizam para realizar as compras online, 71% dos consumidores afirmaram utilizar o cartão de crédito, enquanto 13% disseram utilizar cartões de débito. O pagamento por boleto, segundo a pesquisa, é utilizado por apenas 13% deles, enquanto 4% indicaram a transferência bancária.

Além de pesquisar sobre a reputação da loja, como uma medida de segurança, é preciso agir com cautela durante as compras virtuais, considerando a necessidade de redobrar a atenção para não cair em golpes ou em propagandas que não compensem tanto assim. Segundo informações do Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju), todas as empresas devem informar previamente detalhes sobre o preço, eventuais taxas e prazo para entrega.

O coordenador do Procon destaca a importância de priorizar os sites nacionais (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Em casos de descumprimento da oferta, o coordenador do Procon, Igor Lopes, ressalta que o consumidor pode exigir o cumprimento forçado da oferta ou solicitar o cancelamento da compra. “Quando a compra for realizada no espaço virtual o consumidor pode exercer seu direito de arrependimento em sete dias, contados a partir da entrega do produto. Ele tem esse período para dizer que se arrepende do produto e ser restituído”, explica.

Igor reforça ainda a importância do consumidor priorizar sites nacionais com prazos de entrega mais curto. “Priorizando essas empresas ele vai ter mais fácil acesso às informações da empresa como CNPJ e endereço físico para que, em caso de reclamação ou ajuizamento da ação, a empresa seja localizada e notificada para responder àquela infração que foi cometida”, diz o coordenador.

Além dessas orientações, ele orienta as dicas abaixo:

– Priorize os sites que são protegidos por criptografia

– Desconfie de ofertas muito atrativas, com preços muito abaixo do valor médio

– Evite pagamentos em boletos ou transferência bancária cujos dados sejam de contas de pessoas físicas, o que pode ser um grande indicativo de que a pessoa está sendo vítima de fraudes

Qualquer dúvida ou situação que envolva o direito do consumidor pode ser esclarecida no SAC 151. Além disso, o Procon Aracaju possui o e-mail procon@aracaju.se.gov.br para recebimento de demandas dos consumidores e o telefone fixo 3179-6040. Os canais de atendimento funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

por Juliana Melo 

Comentários