Produção industrial tem leve queda entre agosto e setembro

0

Acumulado de janeiro a setembro é de crescimento de 13,1% (Foto: Màrcio Dantas/ASN)
A produção industrial brasileira caiu 0,2% de agosto para setembro deste ano, informou nesta quinta-feira, 4, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a setembro de 2009, a produção industrial apresentou expansão de 6,3%, menor índice desde novembro do ano passado (5,3%).

Apesar da queda de agosto para setembro (a segunda consecutiva), a taxa acumulada nos últimos 12 meses continua ascendente, passando de 9,8% em agosto para 11,2% em setembro – o resultado mais alto de toda a série histórica nesse tipo de comparação. Entre janeiro e setembro, o IBGE registra crescimento de 13,1%.

O terceiro trimestre de 2010 apresentou expansão de 7,9% em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, entre julho e setembro, o crescimento foi menor do que no trimestre imediatamente anterior, caindo 0,5%, na série ajustada sazonalmente.

A Pesquisa Industrial Mensal mostra que a produção caiu em 15 ramos. Doze setores apresentaram índices positivos. Entre aqueles em queda estão produtos químicos (-4%), material eletrônico e equipamentos de comunicação (-11%) e metalurgia básica (-2%).

Entre os setores com índices positivos se destacam o setor de edição e impressão (15%), a indústria farmacêutica (6,3%) e a de bebidas (4%).

A pesquisa também constatou que, entre as categorias de uso, a única em alta é a de bens de consumo semi e não duráveis (1,3%). Entre as que apresentaram resultado negativo, o destaque é a queda de 2,6% dos bens de capital, em relação a agosto. Os setores de bens de consumo duráveis e de bens intermediários caíram 1,4% e 2%, respectivamente.

“Em síntese, a atividade industrial mostrou um quadro de estabilidade nos últimos três meses, uma vez que, após o acréscimo de 0,5% em julho, a produção assinalou em setembro o segundo mês consecutivo de variação negativa de 0,2% na comparação com o mês anterior”, diz a nota do IBGE.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais