Radialistas sergipanos podem iniciar greve na capital

0
Presidente discute aumento salarial (Fotos: Portal Infonet)

Radialistas sergipanos se reuniram na manhã dessa terça-feira, 12, na sede do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para tentar negociar o aumento salarial para 2 mil e 500 profissionais sergipanos. A categoria pede um acréscimo de 9,83%, mas as empresas de comunicação só ofereceram 3%. Segundo o sindicato, os radialistas podem entrar em greve a qualquer momento.

Para o presidente do Sindicato dos Radialistas de Sergipe, Fernando Cabral, o pedido é uma reposição inflacionária do período de maio de 2015 a abril de 2016. “Em outros estados, como a Bahia, a reposição salarial já foi fechada, seguindo a inflação. Em Sergipe, as negociações não avançam”, diz.

Estado de Greve

De acordo com Cabral, os radialistas sergipanos permanecem em estado de greve e podem iniciar as paralisações a qualquer momento. “Infelizmente, vamos ter que usar o último recurso, que é a greve, se a negociação não avançar”, alerta. “Ano passado, a medida foi necessária”, destaca o presidente.

Outras Pautas

Categoria pode entrar em greve a qualquer momento

Auxílio-alimentação e creche são outros pontos solicitados. “Esses pontos não estão sendo nem discutidos. Se não há reposição econômica, as sociais é que estão ainda mais distantes. O auxílio-alimentação seria uma conquista histórica para os radialistas. Outras categorias possuem, a nossa não”.

A categoria irá se reunir na próxima sexta-feira, às 19h30, no Sindicato dos Radialistas de Sergipe, para definir os novos passos da reivindicação.

Por Jéssica França

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais