Reajuste do Bolsa Família deve ser de 6%

0

O reajuste para o programa Bolsa Família poderá ser de 6%, se depender da avaliação feita pelo ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo. Ele informou que esse percentual é o mais adequado, segundo os levantamentos realizados por sua pasta.

 

Considerando apenas o segundo semestre deste ano, o reajuste significará um redirecionamento de R$ 300 milhões de verbas previstas no orçamento. O presidente Lula já defendeu que o reajuste do programa deverá acompanhar a inflação. A última projeção do Banco Central previu uma inflação anual de 6,08%, contudo, a meta do governo é de 4,5%.

 

O ministro apresentou ao presidente, em reunião, três opções de cortes no orçamento. O governo quer economizar R$ 14,2 bilhões, parte para o reajuste do Bolsa Família e a outra parte, maior, para a formação do Fundo Soberano, destinado a financiar investimentos de empresas brasileiras no exterior.

 

Com informações da Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais