Receita do Estado caiu nos últimos anos por falta de projetos

0

Foto: Lúcio Telles / ASN
Por falta de programação da última gestão, o Estado deixou de receber mais recursos do que os que efetivamente recebeu, foi o que afirmou o vice-presidente de Desenvolvimento Urbano e Governo da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Fontes Hereda, em palestra durante o seminário Planejamento do Desenvolvimento Territorial de Sergipe, que prossegue até amanhã.

“Muito do que foi feito aqui, nos últimos anos, resultou de parcerias principalmente com as prefeituras de Aracaju e de outros municípios na área de habitação. No saneamento, houve algumas parcerias com o Governo do Estado. Com certeza, Sergipe poderia ter mais recursos do que teve se houvesse uma ação mais direta do Estado no sentido de propor projetos”, afirmou Jorge Hereda. 

Segundo ele, de 2003 a 2006, a Caixa Econômica investiu R$ 252 milhões em habitação no Estado, financiando a construção de 13.338 casas e beneficiando 54.000 pessoas, a maior parte em Aracaju. Em saneamento básico e infra-estrutura foram investidos R$ 171 milhões. Em forma de repasse de recursos do Orçamento Geral da União, Sergipe recebeu R$ 239 milhões no período.

Com informações da ASN

Comentários