Reforma de praça histórica está atrasada há onze meses

0
Praça continua cercada e com serviços pendentes (Foto: Portal Infonet) 

O recurso de R$ 1,27 milhão oriundo do Programa de Aceleração e Crescimento (PAC) Cidades Históricas foi assegurado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), mas a reforma da Praça dos Expedicionários, no bairro Getúlio Vargas, parece ter parado no tempo. Iniciada em fevereiro de 2016, com prazo de 180 dias, quase 18 meses depois, o espaço permanece cercado por grades e com serviços pendentes. O presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização, Sérgio Ferrari, diz que houve pendências com o Iphan, mas que os trabalhos já foram retomados.

Complexo Ferroviário Leste

Na mesma época em que o Iphan disponibilizou os recursos para a Praça dos Expedicionários, também foi sinalizado uma quantia aproximada de R$ 10 milhões de reais para recuperação do Complexo Ferroviário conhecido como ‘Leste’, situado em frente a praça. O local está abandonado, é constantemente frequentado por usuários de drogas e palco de homicídio meses atrás. A recuperação do local seria destinada para órgãos e setores da prefeitura. A PMA analisa as condições, mas não selou convênio e demonstra pouco interesse no local.

Confira matéria completa no vídeo: 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais