Santista irá garantir requalificação e atendimento psicológico a demitidos

0

Gizeldo Santos, presidento do Sinditêxtil
Em reunião ocorrida na manhã desta terça-feira, 8, entre os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Têxtil (Sinditêxtil), secretários de Estado e empresários do setor ficou acordado que a empresa Santista Têxtil irá dar toda assistência aos empregados demitidos, em termos psicológico e de requalificação para o mercado. No entanto, os dirigentes da fábrica enfatizaram que não há como voltar atrás na decisão de fechar a unidade de Aracaju.

 

A decisão não agradou por completo ao sindicato da categoria. “Trata-se de uma situação trágica a demissão de nossos colegas. Eles propuseram a viabilização da requalificação dos demitidos, mas nossa grande preocupação é com aqueles que estão afastados por licença médica”, explica Gizeldo Santos, presidente do Sinditêxtil. A Santista ofereceu atenção

Alexandre Porto não descarta sanção para a Santista por ter fechado as portas
psicológica para os 70 trabalhadores que estão nessa situação, que segundo a empresa continuarão vinculados até receberem alta.

 

De acordo com o secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Alexandre Porto, essa primeira negociação indica uma luz no fim do túnel. “Queremos garantir que esses empregados não sejam abandonados de qualquer forma”. Ele acrescentou que técnicos do Estado estão analisando se a lei prevê algum tipo de sanção para a empresa por ter abandonado um contrato firmado anteriormente.

Assistência

Além de garantir requalificação e serviçoes psicológicos para os demitidos, a 
empresa garantiu que todos os empregados desligados receberão as verbas indenizatórias e possivelmente serão relocados em empresas de outros segmentos que passam por melhores momentos que a indústria têxtil. A Santista se comprometeu em criar um cadastro dos demitidos e através de parceria buscar a requalificaçao profissional para que os seus ex-empregados sejam absorvidas por empresas de outros ramos.

Por Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais