Sebrae atendeu quase 15 mil empresas em 2014

0
Diretor superintendente em exercício, Emanoel Sobral (Foto: Ascom Sebrae)

O Sebrae em Sergipe, a exemplo dos últimos quatro anos, deve fechar 2014 com as metas mobilizadoras  previstas para o exercício realizadas. São metas definidas em planejamento estratégico do Sebrae Nacional depois de um amplo estudo realizado com a participação de instituições empresarias, representantes do governo, centros de desenvolvimento, consultores e gestores de projetos  da instituição.

No Estado, o planejamento é norteado pelas metas mobilizadoras nacionais e por vocações locais, contando também com o acompanhamento e aprovação das 15 instituições que compõem o Conselho Deliberativo Estadual.

De acordo com o diretor superintendente em exercício, Emanoel Sobral,  a instituição chega ao final de 2014 com quase 15 mil empresas atendidas. Outro dado que merece ser destacado, segundo o diretor, é a oferta de soluções de inovação para mais de 2,5 mil empreendimentos.

“Sabemos que a adoção de práticas inovadoras é fundamental para garantir a sobrevivência das empresas no mercado. Pensando nisso, não medimos esforços para colocar nossas soluções à disposição dos empresários, inclusive subsidiando a maior parte dos investimentos”, explica Emanoel.

O esforço para a criação de um ambiente favorável aos pequenos negócios em todo o Estado também foi um dos principais objetivos do Sebrae durante o ano. O resultado desse trabalho é a implementação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa em 26 municípios sergipanos, ajudando os micro e pequenos empresários a terem acesso às compras governamentais.

Todo esse trabalho foi destacado pelo presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto, durante visita a sede da instituição, em Aracaju, no mês de novembro. Segundo Barreto, a entidade sergipana tem cumprido à risca a sua missão de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia de Sergipe.

Ações

O Sebrae coloca à disposição dos empresários diversos programas e projetos com foco na indústria, comércio, serviços e agronegócios. Durante todo o ano também são oferecidas uma extensa programação de cursos e seminários, além das ações de acesso a mercados como rodadas de negócio e missões empresariais.

“São ferramentas de vital importância para empresários e para  quem pretende entrar no mundo dos negócios. Com uma estrutura de atendimento em Aracaju e nas cidades de Estância, Lagarto, Itabaiana, Nossa Senhora da Glória e Propriá, o Sebrae presta atendimento em todo o Estado” acrescenta Emanoel Sobral.

Outra ação importante é a Feira de Sergipe, que a cada ano vem melhorando e oferecendo um espaço privilegiado para divulgar e valorizar as potencialidades do Estado, como o artesanato, a cultura e os pequenos negócios. Em 2015 o evento será realizado entre os dias 10 e 25 de janeiro, na Praça de Eventos da Orla de Atalaia, com a expectativa de reunir mais de 100 mil visitantes.

A Feira contará com brinquedoteca, palco para shows de artistas da terra e 249 estandes. Desses, 182 são para o artesanato, 20 para comidas típicas, 28 para o comércio, seis para a Praça de Alimentação, seis para parceiros, quatro para o Sebrae e instituições que estão apoiando o evento (Infonet, Cia Aprender, Fecomércio, Prefeitura de Aracaju e Governo do Estado), um grande estande para a economia criativa e mais outra área abrigando 18 municípios sergipanos.

Todas essas ações, para Emanoel Sobral, só podem ser realizadas graças ao apoio dos colaboradores do Sebrae, do Conselho Deliberativo Estadual e das Diretorias Técnica e Administrativa Financeira, que participam e acompanham  a concepção e  a execução do planejamento.

Fonte: Ascom Sebrae

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais