Sebrae oferece gratuito plataforma para anúncio de pequenos negócios

0
Ferramenta está disponível de maneira gratuita para os empreendedores (Foto: Sebrae)

Os donos de pequenos negócios que enfrentam os impactos negativos causados pela pandemia do novo corona vírus podem contar com a ajuda da plataforma Mercado Azul (www.mercadoazul.sebrae.com.br), criada pelo Sebrae, para anunciar e encontrar fornecedores de produtos e serviços, de forma gratuita, em todo o país.

A ferramenta funciona como uma vitrine digital para as micro e pequenas empresas que buscam novos canais de venda, divulgação e presença digital visando a manutenção dos negócios.

Além de dar mais visibilidade aos pequenos negócios, que representam 99% das empresas brasileiras, o objetivo do Sebrae é retomar a campanha “Compre do Pequeno Negócio”, que valoriza as micro e pequenas empresas.

O segmento, em especial nesse momento de crise, sofre com o fechamento dos comércios e limitação da circulação de pessoas. Atualmente são os pequenos negócios que geram o maior número de empregos no Brasil, nos últimos cinco anos e representam 27% de todas as riquezas produzidas no país.

De acordo com a pesquisa do Sebrae Transformação Digital nas MPE de 2018, 73% dos pequenos negócios não estão presentes nos sites de busca, como Google, considerado o maior e mais conhecido site de buscas.

Como divulgar

Para divulgar o produto ou serviço no Mercado Azul, o empresário deve inserir o CPF e acessar a plataforma (link www.mercadoazul.sebrae.com.br). Entre as facilidades oferecidas, o empreendedor pode criar anúncios com até oito fotos, horário de funcionamento, inserir preços, e realizar promoções exclusivas.

Além de possuir fácil acesso e segurança, a plataforma permite que o empresário divulgue suas redes sociais como Facebook, Instagram e WhatsApp permitindo contato direto entre o empresário e a clientela. Também é possível compartilhar os anúncios do Mercado Azul nas redes sociais do próprio negócio ou do empreendedor e fazer ligações diretas, por meio do celular.

Fonte: Ascom Sebrae

Comentários