Sedetec: implantação de fábrica de portas no Estado

0

(Foto: Sedetec)

O secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), Saumíneo Nascimento, recebeu na terça-feira, 15, a visita do gerente administrativo do Grupo Famossul, Robson Luiz Marcon. A empresa, que há mais de 40 anos está inserida no mercado de madeira – na fabricação de portas e componentes em HDF (matéria-prima semelhante ao MDF), está localizada no município de Piên, estado do Paraná. O objetivo da reunião foi discutir a implantação de uma terceira unidade da indústria e, possivelmente, um Centro de Distribuição em Sergipe.

De acordo com Robson Luiz, a empresa distribui seus produtos em todos os estados da região Nordeste e está entre os seis maiores fabricantes de porta do Brasil. Para ele, Sergipe é o estado que possui uma localização favorável à comercialização do produto. “Nós vimos Sergipe como um centro do Nordeste, aonde nós poderíamos colocar nossa indústria e distribuir para os vários estados. Vimos à intenção do estado de Sergipe em atrair investimentos e com isso ficamos muito interessados”, disse o gerente da Famossul, acrescentando que, com a implantação da fábrica em Sergipe, o investimento inicial seria em torno de R$ 6 milhões, além da contratação da mão de obra local, sendo gerados 44 empregos diretos.

Após ouvir a explanação, o secretário Saumíneo expôs as vantagens da implantação da indústria no nordeste, apresentando um vídeo com os principais atrativos do Estado. Em seguida apresentou as possibilidades e os incentivos fiscais oferecidos pelo Governo de Sergipe e também os incentivos regionais e federais. “Temos boas perspectivas de termos êxito em mais uma tração de investimentos para Sergipe, numa lógica de geração de emprego e renda para a população. Já tínhamos tratado com os executivos da fábrica por telefone e agora presencialmente tivemos a oportunidade de abordarmos com mais detalhes as vantagens comparativas de instalação de uma unidade industrial em Sergipe”, contou o secretário.

Saumíneo Nascimento ressaltou que a Famossul, além de possuir mais de 40 anos de atuação no mercado de madeiras, tem também uma sólida história de práticas sociais, ambientais e econômicas em perfeita harmonia com o desenvolvimento econômico onde atua e mantém um modelo de negócio sustentável.

Entusiasmado com as oportunidades, o gerente administrativo disse ter ficado satisfeito com as vantagens para investir no Estado. “Fizemos as contas e se nós trouxermos toda matéria-prima pra Sergipe e produzirmos aqui no Nordeste, teremos uma diminuição sensível no custo da logística, fora os incentivos fiscais que são muito interessantes”, ressaltou Robson.
O executivo, depois da reunião, seguiu em visita para conhecer áreas disponíveis nos municípios sergipanos. A tarde esteve em reunião com gerentes do Banco do Nordeste (BNB) para tratar das possibilidades de financiamento do empreendimento pelo Banco, através do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Também participaram da reunião o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), Roberto Bispo, o diretor de industrialização, João Lima, e os assessores Aroldo Barros e Daniel Fabrício, da Sedetec.

Fonte: Ascom Sedetec

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais