Selic volta ao patamar de janeiro de 2007

0

A tacada veio feia: aumento de 0,75 na Selic. O mercado esperava no máximo 0,5%. Com isto a taxa básica volta ao patamar de janeiro de 2007, ou seja, 13% ao ano. Significa dizer que a inflação está aí, robusta. Mas, para domar o dragão, elevar os juros só não basta.

 

Há que elevar também o superávit, cortar gastos, contingenciar despesas. O Ministério da Fazenda também precisa fazer a sua parte, qual seja, uma política fiscal austera, e não deixar o Banco Central só, nessa antipática, difícil e decisiva missão.

 

O avanço da inflação, aumentando os preços dos alimentos, reflete-se em Sergipe com menor presença de público nos super-mercados e nas lojas do comércio. A coisa tá ficando feia.

 

Por Ivan Valença

Comentários