Senador Alessandro quer que ministros esclareçam falhas do Auxílio

0
Aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial (Foto: Marcello Casal Jr/EBC)

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou requerimentos de convocação dos ministros Onyx Lorenzoni, da Cidadania, e Paulo Guedes, da Economia, e convite ao presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, para prestar esclarecimentos sobre a execução do programa emergencial de renda básica no Senado Federal. O senador está preocupado com a demora no cadastramento e pagamento do benefício.

De acordo com o senador Alessandro, o alto volume de reclamações e evidentes problemas dos processos estabelecidos pelo Governo Federal e pela Caixa Econômica Federal precisam de soluções urgentes e imediatas (Foto: Daniel Renno/ Ascom)

“Nas últimas semanas temos acompanhado com preocupação o cadastramento e pagamento do benefício do Auxílio Emergencial, destinado àqueles habilitados para recebê-lo em virtude da aprovação do Projeto de Lei 1066/2020, relatado por mim e convertido na Lei 13.982/2020”, afirma.

De acordo com o senador Alessandro, o alto volume de reclamações e evidentes problemas dos processos estabelecidos pelo Governo Federal e pela Caixa Econômica Federal precisam de soluções urgentes e imediatas. “Se a meta é “não deixar ninguém para trás” é preciso agir para que o auxílio chegue a todas as pessoas que necessitam”, ressalta.

Aglomerações

Os problemas na execução do programa de Auxílio Emergencial têm gerado aglomerações e filas nas agências de Caixa, resultando em situações dramáticas de risco para os beneficiários. O senador Alessandro Vieira destaca entre as suas preocupações: a acessibilidade e instabilidade do aplicativo, a desorganização e a falta de segurança sanitária nos arredores das agências e o atendimento nas agências da zona rural.

“Recebo diversos relatos e imagens de pessoas enfrentando condições inaceitáveis de aglomeração em busca do benefício nas agências. Outra questão grave é que nem todas as pessoas que teriam direito ao benefício têm acesso ao aplicativo ou dispõem de informações suficientes para operá-lo. Não há, por outro lado, indicativo de respostas práticas ou ações da Caixa Econômica Federal para solucionar esses problemas. Por isso consideramos importante que os ministros sejam ouvidos e tragam respostas para esses problemas”, pontua Alessandro.

Fonte: Assessoria Parlamentar 

Comentários