Sergipanos preferem embarcar em Salvador

0

Pouca opção de vôos vem afastando os sergipanos do Aeroporto de Aracaju
As vendas de passagens para embarque no Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, vem diminuindo. A pouca opção de vôos e o alto preço das escalas têm influenciado a decisão do sergipano de embarcar em Salvador. Como conseqüência, as vendas de passagens com saída da capital baiana aumentaram.

As escalas em Sergipe são mais caras devido a pouca demanda, de acordo com o representante comercial de uma agência de Turismo, Reginaldo Oliveira. “Atualmente, a maioria dos passageiros preferem embarcar e desembarcar em Salvador, devido ao valor da passagem local”, diz.

O valor da viagem Aracaju/São Paulo/Aracaju, em uma estadia de cinco dias, custa aproximadamente R$1.248. Em Salvador, esta viagem custaria R$536. “A preferência dos passageiros em embarcar e desembarcar em Salvador é reflexo do alto valor cobrado pelas taxas de embarque daqui”, afirma Reginaldo Oliveira.

O turista sergipano está preferindo ir para Salvador de ônibus ou veículo particular e embarcar de Salvador. Os gastos das viagens terrestre e aérea são menores que a passagem com saída de Aracaju.

Cadeiras vazias comprovam a situação
Reflexos da crise

A crise do dólar, o encarecimento do barril de petróleo e o conseqüente aumento do preço dos combustíveis têm sido fatores de influência no aumento da passagem aérea local. “Cerca de 40% do custo operacional de um avião comercial equivale a gastos com combustível. A alta dos combustíveis reflete no aumento da passagem”, diz o encarregado de comunicação da Infraero em Sergipe, Keldo Campos.

O aumento do preço das passagens também tem refletido no número de passageiros que circulam pelo Aeroporto Santa Maria. Segundo dados da Infraero, o mercado de viagens aéreas encontrava-se em crescente progressão desde o ano passado, mas com a alta do dólar houve uma queda significativa.

“Obtivemos um crescimento médio de 7,8% no primeiro semestre de 2008, mas em julho deste ano, em média, o número de viagens diminuiu 9%. Isso significa a redução de aproximadamente cinco mil embarques e desembarques por mês em Aracaju”, diz o representante da empresa.

Keldo Campos: expectativa com o período de alta estação.
Previsão de melhora

Para a Infraero, o período de final de ano deve impulsionar a venda de passagens no Estado e impulsionar o número de embarques e desembarques no Santa Maria, mas mesmo assim, as altas tarifas não devem ser reduzidas. 

“É provável que no período de dezembro e janeiro, chamado de ‘alta estação’, com a proximidade dos festejos de Natal, das férias escolares e do verão ocorra uma ‘aquecida’ no aeroporto Santa Maria, mas não há muitas chances de diminuir o valor das passagens”, diz Keldo.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais