Sergipe: Capacidade de armazenagem agrícola se mantém estável

0

O total de capacidade útil disponível em Sergipe para armazenamento em estabelecimentos ativos foi de 94.128 toneladas, sendo a terceira menor capacidade de armazenagem do país. A menor é no Acre, com pouco mais de 35 mil toneladas de capacidade e Alagoas, com 55.004 toneladas. O Mato Grosso continua com a maior capacidade de armazenagem do país (44,5 milhões de toneladas). Estes são dados da Pesquisa de Estoques, do 2º semestre de 2019, divulgados pelo IBGE nesta terça-feira (09/06).

O total da capacidade útil disponível no Brasil para armazenamento em estabelecimentos ativos foi de 177,7 milhões toneladas no segundo semestre de 2019, um aumento de 1,3% em relação ao semestre anterior.

Em Sergipe houve estabilidade em relação ao primeiro semestre de 2019. Em Sergipe, existem 10 unidades armazenadoras, sendo 1 do Governo e 9 de iniciativa privada. A capacidade de armazenamento útil é 52.814 m3 para Armazéns convencionais, estruturais e infláveis, 16.440 toneladas para Armazéns graneleiros e granelizados e 46 mil toneladas em silos. Das 10 unidades armazenadoras disponíveis no estado, 8 são para atividades industriais e 2 para Serviço de Armazenagem. As 8 unidades destinadas a atividades industriais estão localizadas no leste sergipano.

Tipos

Quanto aos tipos de armazenamento, a Pesquisa de Estoques mostrou que, em Sergipe, os Armazéns convencionais, estruturais e infláveis predominaram tanto no primeiro como no segundo semestre de 2019, com mais de 52 mil m3 de capacidade.

Já em âmbito nacional, foram os silos que predominaram no segundo semestre de 2019, tendo alcançado 86,6 milhões de toneladas (48,7% da capacidade útil total). Este resultado significa um aumento de 2,2% na capacidade deste tipo de armazém em relação ao primeiro semestre de 2019.

Os silos, em Sergipe, aparecem em segundo no armazenamento, quando atingiram 46 mil toneladas. Porém, ao contrário da variação nacional positiva, o estado apresentou estabilidade na variação.

Os armazéns graneleiros e granelizados, que atingiram 16.440 mil toneladas de toneladas de capacidade útil armazenável também apresentaram a mesma capacidade verificada no semestre anterior.

Fonte: IBGE

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais