Sergipe criou 8.913 empregos com carteira assinada

0
(Foto: Arquivo Portal Infonet)

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do MTE, indicou que, em 2014, foram criados no estado, 8.913 empregos formais. O resultado do ano é fruto da diferença entre 132.800 admissões e 123.887 demissões.

Resultado por setores

O setor de serviços foi o maior responsável pela abertura de vagas de trabalho em Sergipe. No ano passado, foram criados 5.161 novos postos de trabalho. No comércio foram gerados 2.483 empregos formais, sendo o único dentre os oito setores analisados, a apresentar desempenho positivo em relação a 2013, registrando crescimento de 25,2% na criação de vagas.
No segmento industrial, a construção civil fechou o ano com criação de 247 empregos formais, enquanto que os outros fecharam 2014 com queda no número de vagas. Os números foram: extração mineral (-144 vagas), indústria de transformação (- 39 vagas) e serviços industriais de utilidade pública (-10 vagas).

A agricultura fechou 2014 com abertura de 1.232 empregos formais, enquanto que na administração pública, também houve saldo líquido negativo de postos de trabalho.

Emprego nos municípios

Dentre os municípios sergipanos, a capital sergipana fechou 2014 com criação de 4.941 novos empregos, seguido de Nossa Senhora do Socorro (+ 1.632 postos de trabalho), Capela (+ 1.396 postos de trabalho) e Itabaiana (+ 717 postos de trabalho).

De acordo com o Fies, é importante ressaltar que os dados do MTE podem sofrer variações devido a ajustes no lançamento dos registros de emprego, modificando o estoque final.

Fonte: Unicom/Fies

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais