Sergipe criou mais de 1.200 empregos formais em agosto

0

(Foto Ilustrativa: Divulgação Sebrae/Arquivo Portal Infonet)

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, uma parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, baseada em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do MTE, revelou que, no mês de agosto de 2013, o saldo de empregos (total de admissões menos total de desligamentos) com carteira assinada foi de 1.236 novos postos de trabalho. O bom desempenho de agosto foi impulsionado, principalmente, pelo resultado positivo do setor de Serviços e do Comércio, que criaram, respectivamente, 1.084 e 503 novas vagas.

Alguns setores, entretanto, apresentaram um saldo negativo, ou seja, as demissões superaram as contratações. Entre eles estão: a Construção Civil (-473 vagas), os Serviços Industriais de Utilidade Pública (-20 postos) e a Indústria de Transformação, com -11 postos de trabalho.

De janeiro a agosto de 2013, foram criados 3.698 novos empregos em todo o estado. Neste período, destacam-se as contratações no setor de Serviços e na Construção Civil, que geraram 7.127 e 650 novos postos de trabalho, respectivamente. No setor de serviços, destaca-se com melhor resultado o segmento imobiliário (Comércio e Administração de imóveis, valores mobiliários e serviços técnicos), cujo saldo foi de 3.436 novos empregos.

Em contrapartida, os setores com maior saldo negativo foram a Agropecuária (-3.332 empregos) e a Indústria de Transformação (-1.303 empregos). Vale destacar que este resultado no setor industrial deve-se à retração na geração de empregos da Indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários e perfumaria (-2.112 postos de trabalho). Em contrapartida, apresentaram saldo positivo neste setor a Indústria têxtil (+377 empregos), a Indústria do material elétrico e de comunicação (+254 vagas), a Indústria mecânica (+238 empregos), a Indústria metalúrgica (+149 vagas), entre outros segmentos.

Ainda na análise do acumulado do ano (janeiro a agosto/2013), entre os municípios com mais de 30.000 habitantes, os que mais geraram empregos foram: Aracaju (+6.156), Nossa Senhora do Socorro (+1.136), São Cristóvão (+609) e Itabaiana (+552).

Fonte: FIES/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais