Sergipe registra maior déficit comercial dos últimos 13 anos

0

Dados fornecidos pela Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) mostram que a balança comercial de Sergipe em 2009 registrou o maior déficit comercial (situação em que as importações superam as exportações) dos últimos 13 anos: aproximadamente US$ 92,6 milhões.

Desse período, o único ano em que se registrou um superávit comercial (situação em que as exportações superaram as importações) foi em 2007, quando o país lucrou US$ 4,6 milhões. A corrente de comércio do Estado (soma das exportações e importações), em 2009, foi de US$ 214,1 milhões.

O FIES atribui o déficit à valorização do real frente ao dólar e a crise internacional que se alastrou pelo mundo, reduzindo a demanda externa dos países.

Exportação, importação e potenciais clientes

Os principais produtos de exportação de Sergipe em 2009 continuaram sendo o suco de laranja e o cimento não pulverizado. Apesar de ter apresentado queda na produção, o suco foi responsável por 33,2% de todo o valor exportado, representando US$ 20,2 milhões. O cimento foi o segundo produto que mais rendeu lucro, ocupando 17,1% de todo o valor exportado, o que equivale a US$ 10,4 milhões.

Entre os demais produtos exportados encontram-se a sacarose química – o terceiro produto mais importante da pauta de exportação (14,4%)-, os calçados (10,9%), os açucares da cana e a beterraba. Em relação aos produtos importados, os mais importantes foram o trigo (14,2%, equivalente a US$ 21,7 milhões) e o coque de Petróleo não calcinado (8,47%, que soma um total de US$ 13 milhões).

Os principais consumidores dos nossos produtos foram a Holanda (30,1% das vendas do estado) e o Panamá (9,8%). Outros três países se destacaram como potenciais importadores: a Mauritânia, a Suíça e o Iêmen que, juntos, somam 17,83% dos principais destinos em 2009. Em relação aos vendedores dos produtos que o estado consumiu, destacaram-se os Estados Unidos (40,1% dos valores importados), a Argentina (21,1%) e o Reino Unido (US$ 11,5 milhões).

Fonte: FIES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais