SergipeTec recebe R$ 12 milhões em recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia

0

Solenidade marcou a transferência de recursos para o Governo Estadual
Na tarde desta segunda-feira, 14, o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, esteve em Sergipe para a assinatura do repasse, para o Governo do Estado, de R$ 12 milhões em recursos para o Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec).

Do montante, R$ 10,8 milhões servirão para obras de infra-estrutura e R$ 1,2 milhão para o projeto do Centro de Vocação Estratégica. Na solenidade, outros convênios e editais foram lançados, incluindo a assinatura do Plano Estadual de Ciência e Tecnologia, do encaminhamento do projeto da Lei de Inovação estadual à Assembléia Legislativa e do acordo para a implantação da Rede metropolitana de Educação e Tecnologia de Aracaju (MetroAju).

O ministro Sérgio Rezende considerou a parceria como um grande avanço no sentido de proporcionar mais recursos para o desenvolvimento da Ciência e Tecnologia no Estado. “O convênio foi feito numa boa hora. Uma parceria estratégica para construir um futuro melhor para Sergipe”, ressaltou. “Nós conseguiremos que a produção científica no Estado tenha um valor cada vez maior”, completa.

Ministro Sérgio Rezende assina repasse de R$ 12 milhões

Investimentos são inéditos

O governador Marcelo Déda agradeceu o apoio do Governo Federal ao Estado, ressaltando que os investimentos em Ciência e Tecnologia em Sergipe representam o ineditismo dessa política para Sergipe. Déda revelou, ainda, que além dos recursos liberados nesta tarde, cerca de R$ 7 milhões já estão disponíveis para a construção da primeira etapa do SergipeTec.

“Até o fim de 2009 serão R$ 30 milhões investidos na pesquisa em Sergipe. Assim, estaremos preparados para a ‘Era do Conhecimento’. Para nós, a ciência se trata de uma âncora imprescindível ao crescimento do Estado”, disse o governador.

Com os recursos, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Turismo, Jorge Santana, diz que o projeto do SergipeTec agora assumirá um novo ritmo. “Agora as obras terão um ritmo acelerado e em 2010 a sede estará pronta para receber as empresas”, prevê.

Por Diógenes de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais