Setransp diz que aumento da passagem é necessário

0

O superintendente da Setransp, José Amâncio, falou hoje pela manhã com a equipe de reportagem do Portal Infonet sobre a proposta de aumento da passagem de ônibus. Amâncio explicou que o aumento na verdade é um processo anual, que analisa os custos com combustível, rodagem, recursos humanos, e impostos. A variação do preço atual será de 19,36%, chegando ao valor de R$1,85.

Segundo Amâncio, nesse valor, o combustível representa 27%, o gasto com pessoal, 40%, e a tributação de impostos 13,5%. “Algumas cidades já diminuíram os gastos com a tributação para baratear a passagem”, disse o superintendente. A Secretaria Municipal de Transporte e Trânstito (SMTT) tem até o dia 20 de dezembro para dar uma resposta sobre o aumento.

Quando consultado hoje pela manhã o representante da SMTT, Jairo Alves, disse não haver um posicionamento definido. “Estamos analisando as planilhas de custo”, disse o assessor. Mensalmente o transporte público registra um total de sete milhões de passageiros.

Nilza Batista faz parte desse número. A diarista pega dois ônibus para chegar ao local de trabalho e não vê com bom grado o aumento. “É terrível. Já acho caro o preço de R$1,55. Imagine se aumentar! Eu vou trabalhar só para pagar passagem”, concluiu rindo.

Os representantes do Movimento do Passe Livre e do movimento pela meia passagem aos finais de semana e feriados não foram encontrados pela nossa reportagem para falar sobre o assunto.

Comentários