Sindicalista descarta aumento de desemprego em Sergipe

0
Comércio de Aracaju (Fotos: Arquivo Portal Infonet)

O fechamento de algumas lojas de departamento e de eletro-eletrônicos em Aracaju vem preocupando no sentido do aumento do índice de desemprego. Mas, para o Sindicato dos Empregados do Comércio de Aracaju (SECA), a crise não passa de uma “falácia”.Segundo o presidente do SECA, Ronildo Almeida, se existe crise no país não é financeira. Ele ainda descarta o aumento do desemprego em Sergipe.

“O Congresso Nacional puxou o freio de mão e deu um cavalo de pau decidindo parar o Brasil, a crise é mais política do que financeira. Situação semelhante vem acontecendo na França, na Itália, na América do Norte, no Canadá. Para se ter uma ideia, hoje o consumo no Estado de Sergipe é um dos maiores em todo o país em se tratando de volume de vendas e o desemprego é um dos menores”, ressalta.

Ronildo Almeida: "Crise é mais política"

“Lojas estão fechando no comércio sergipano, mas ao mesmo tempo estão abrindo outras, a exemplo de eletrodomésticos e principalmente farmácias. O que está faltando é vergonha na cara dos políticos que ficam atribuindo tudo a uma crise, que pra mim é uma falácia e os prejuízos são principalmente emocionais com toda essa situação pela qual passa o país”, acredita.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais