Sindicato dos radialistas rejeita proposta de 7,1%

0
Nova reunião ficou marcada para a próxima semana (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira, 18, mais uma reunião entre representantes dos radialistas e da classe patronal aconteceu na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Sergipe (SRTE/SE). A categoria dos comunicadores, que, dentre outras reivindicações pleiteia o reajuste de 8%, não fechou o acordo, visto que até agora a proposta apresentada foi de 7,1%.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Rádio, Televisão Aberta, por Assinatura e Publicidade do Estado de Sergipe (STERTS), Fernando Cabral, a pauta econômica da negociação da Convenção Coletiva de Trabalho 2014-2015 ainda precisa de avanços. “O impacto econômico de 0,9% é de R$ 10,55, e, segundo nossa avaliação, esse valor não leva nenhuma empresa a falência”, relatou Cabral, acrescentando que a cláusula social, por sua vez, apresentou progressos com a adesão dos planos de saúde e do odontológico.

A próxima discussão entre o comando de greve ocorrerá nesta terça-feira, 19, na sede do sindicato, com a participação de dois representantes do STERTS, um do Diretório Central dos Estudantes da UFS (DCE)/ Levante Popular da Juventude, e um estudante membro do curso de rádio e TV do SENAC.

Já a próxima reunião entre os comunicadores e o Sindicato das Empresas de Rádio, Televisão e Jornais do Estado de Sergipe (SINERTEJ) está marcada para acontecer na terça-feira, 26, às 14h30, na SRTE/SE. Segundo Fernando Cabral, se não houver nenhum avanço econômico nesse próximo encontro, será feita uma grande mobilização em uma das grandes empresas de Televisão de Sergipe.

Por Monique Garcez

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais