Sinditêxtil denuncia corte de almoço de trabalhadores

0
Denúncia é do Sinditêxtil (Foto: arquivo Portal Infonet)

Cerca de 600 trabalhadores da fábrica Trustnorth, empresa de confecções localizada em Nossa Senhora do Socorro, ficarão sem almoço a partir desta segunda-feira, 2, segundo denúncias do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Têxtil em Sergipe (Sinditêxtil). A direção da empresa alega que a suspensão é temporária e está relacionada à reforma no restaurante.

O sindicato informou que foi comunicado do fato através de ofício onde a empresa alega passar por problemas financeiros e que a suspensão da alimentação foi sua opção para a contenção de gastos. Com jornada de 44 horas semanais e remuneração média correspondente ao salário mínimo, os trabalhadores da Trustnorth arcavam com 20% do almoço, enquanto a indústria arcava com 80%, segundo o sindicato.

Para o dirigente sindical, Dilson Gama, está claro que o corte implica numa redução do rendimento mensal dos trabalhadores, que a partir desta segunda-feira terão que pagar integralmente a refeição realizada no meio da jornada de trabalho diária.

Engajado nesta luta, o ex-presidente do SINDITEXTIL, Giseldo Santos, aponta que a postura da Trustnorth está cada vez mais parecida com as atitudes tomadas por outros administrados, que após precarizar completamente as condições de trabalho, intensificando a exploração dos trabalhadores ao extremo foram embora do estado de Sergipe deixando muitos trabalhadores mutilados, aposentados e afastados, inclusive por doenças mentais, decorrentes da intensa pressão por produtividade. “Estas indústrias sempre alegam que vão falir para justificar a intensificação da opressão dos trabalhadores. Mas não acreditamos neste discurso, sabemos que elas produzem em Sergipe, a baixo custo, para grandes marcas”, diz.

A assessoria jurídica da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) foi acionada pelo sindicato que não está disposto a aceitar que os trabalhadores sejam ainda mais explorados para aumentar o lucro da fábrica.

Trustnorth

O proprietário da Trustnorth informou ao Portal Infonet que a empresa está reduzindo custos, mas que a suspensão no fornecimento do almoço se deu em virtude de obras na cozinha restaurante. De acordo com ele, a suspensão é temporária e deve durar cerca de 45 dias, período no qual os funcionários deverão levar alimentação de casa.

Com informações da CUT

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais