Suspeitos criam aplicativo para vender combustível clandestino

0
Abastecimento clandestino ocorria em um galpão em Socorro
(Foto: Pixabay)

Um grupo de pessoas criou um aplicativo semelhante àqueles utilizados para prestação de serviços de transporte público, que era utilizado para o comércio de combustível clandestino. Na sexta-feira da semana passada, 21, alguns condutores de veículos foram encaminhados para a Delegacia Plantonista Norte, em Aracaju, e uma determinada quantidade de etanol foi apreendida em operação desencadeada pela Polícia Militar de Sergipe.

As informações foram confirmadas pelo coronel Vivaldy Cabral, comandante do Policiamento Militar da Capital. De acordo com o coronel, as pessoas utilizavam o aplicativo para fazer a transação comercial ilícita. A equipe da Polícia Militar começou a agir após receber denúncias anônimas e constataram que os suspeitos abasteciam os veículos com combustível clandestino que estava armazenado em um carro pipa. A comercialização ilegal, conforme o coronel Vivaldy Cabral, acontecia dentro de um galpão no município de Nossa Senhora do Socorro.

O coronel Vivaldy informou que o galpão foi interditado e que as investigações prosseguem. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública, as pessoas conduzidas à Delegacia Plantonista prestaram depoimento e, posteriormente, foram liberadas. Além de uma certa quantidade de combustível, também foi apreendido um caderno com anotações, que indicam nome de pessoas, placas de veículos e quantidades de litros do combustível.

Os documentos, onde constam os depoimentos, e todo o material apreendido durante a operação da Polícia Militar, foram encaminhados para a Delegacia Especializada de Proteção ao Consumidor e Meio Ambiente (Deprocoma), que comandará as investigações.

por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais