Tarifa média em 2014 foi 5% menor que em 2013

0
(Foto: ilustrativa/ Arquivo Portal Infonet)

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) publica a 32ª Edição do Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas, referente ao 4º trimestre de 2014 e ao acumulado do ano. Em relação ao 4º trimestre do ano passado, a tarifa média praticada foi de R$ 333,33, valor 8,09% inferior à tarifa média do mesmo período de 2013. Já a Tarifa Aérea Média comercializada no período de janeiro a dezembro de 2014 ficou em R$ 330,25, que representou redução de 5% em relação a 2013, que foi de R$ 347,65.

De acordo com os dados apresentados no Relatório, mais de 58,37% dos assentos domésticos tiveram tarifas comercializadas por menos de R$ 300, nas rotas domésticas no 4º trimestre de 2014. Tarifas superiores a R$ 1.500 responderam por apenas 0,62% do total.  Já no 4º trimestre de 2010, 46,32% os assentos vendidos corresponderam a tarifas inferiores a R$ 300,00, e 0,18% a tarifas superiores a R$ 1.500,00.

A valorização do dólar em relação ao Real, observada desde o segundo semestre de 2011, e o preço do barril de petróleo próximo a US$ 100 até setembro de 2014 impactaram cerca de 56% dos custos de voo da indústria em 2014. Ressalta-se ainda que, no ano passado, o transporte aéreo desenvolveu-se em um cenário de desaceleração da economia brasileira, o que tende a ocasionar uma redução da demanda por transporte aéreo e, consequentemente, pressionar o valor das tarifas para baixo.

O Yield Tarifa Aérea Média Doméstica Real – valor médio que o passageiro paga por quilômetro voado em território brasileiro – no 4º trimestre de 2014, foi apurado em R$ 0,30520. Este valor representa uma redução de 8,68% em relação ao mesmo período de 2013. A maioria dos assentos comercializados no 4º trimestre de 2014 (55,08%) correspondeu a valores de Yield Tarifa Aérea inferiores a R$ 0,30.

Em 2014, o Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico Real apresentou redução de 5,08% em relação àquele apurado no período de janeiro a dezembro de 2013.  Para este mesmo período, a maior parte dos assentos (54,94%) também foi comercializada com Yield inferior a R$ 0,30.

O Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas foi elaborado com base em dados de mais de 53,5 milhões de assentos vendidos em 2014, que corresponderam à totalidade das vendas efetivamente realizadas pelas companhias aéreas junto ao público adulto em geral, para mais de 8 mil linhas aéreas domésticas nos períodos analisados. Tais dados são mensalmente registrados na ANAC e submetidos a procedimentos de auditoria para assegurarem a sua consistência, nos termos da Resolução ANAC nº 140/2010 e da Portaria ANAC nº 804/SRE/2010.

Fonte: Assessoria de Imprensa Anac

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais