Tecnologia e pesquisa presentes na Fitec

0

Entrada para conferir a Fitec é gratuita
Aberta à visitação do público a partir desta quarta-feira, 27, a Feira da Indústria e Inovação Tecnológica (Fitec) acontece pela primeira vez no Estado.  Além de apresentar mais de 72 stands com de produtos e serviços, a feira apresenta o ‘Espaço Inovatec’, onde expõe as novidades tecnológicas para a produção industrial do Estado.

O ‘Espaço Inovatec’ dispõe dos projetos realizados na área de inovação tecnológica que pretendem ampliar a produção industrial sergipana. O espaço apresenta às indústrias sergipanas as tecnologias desenvolvidas e em desenvolvimento para dinamizar o setor produtivo sergipano.

No espaço, o Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) da Universidade Tiradentes (Unit) está expondo as tecnologias criadas no setor de engenharia, meio ambiente, tecnologia social e biotecnologia para a indústria sergipana.

“São produtos desenvolvidos e disponibilizados à sociedade do Estado, com destaque ao laboratório de estudo ambiental, que é o único de Sergipe certificado pelo Inmetro 7005; além disso, há o projeto de tratamento de resíduos sólidos urbanos, que é uma tecnologia européia que transforma o lixo em fertilizante e gás, o tornando economicamente mais interessante à indústria”, afirma Thyara Merlo, gestora de Projetos da ITP.

Durante o evento, representantes do ITP estão demonstrando a empresários e à sociedade em geral o resultado das pesquisas do órgão. “O ITP também fornece consultoria sobre questões ambientais, que apresentam maneiras de minimizar os agravantes do meio-ambiente, além de apresentar medidas de enriquecimento de alimentos, técnica que favorece os pequenos produtores” declara Thyara Merlo.

Apoio à pesquisa

O Espaço Inovatec conta com mais oito empresas e instituições, entre elas a Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec). No stand, a instituição de fomento à inovação e tecnologia dispõe dos projetos desenvolvidos pelas empresas associadas.

Os resultados dos projetos foram divididos em cinco áreas temáticas: alimentos, energia, tecnologia da informação, cerâmica e o Balcão do Jovem Inovador, que traz os projetos dos alunos de graduação que recebem bolsas de Inovação e Tecnologia (Pibit).

Os 20 bolsistas do Pibit participam do evento, apresentando os resultados dos projetos. “Temos inúmeros trabalhos desenvolvidos por alunos de graduação. No evento estão sendo apresentados os resultados e andamento de alguns deles como forma de estimular os jovens inovadores”, afirma a assessoria da instituição.

A Fapitec, em parceria com os alunos de graduação, promove projetos como o de produção de doce de leite e queijo através do leite de cabra. “A Fapitec estimula também o desenvolvimento da Engepet – Empresa de Engenharia de Petróleo – que desenvolveu uma bactéria que se alimenta da matéria orgânica que se deposita no fundo dos tanques de camarão, garantindo maior salubridade ao produtor”, declara a Fapitec.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais