Turismo: retomada de passeios é tímida, mas projeção anima Governo

0
Governo aposta que passeios voltarão a volume significativo nas próximas semanas (Foto: arquivo Portal Infonet)

Um dos mais impactados pela crise sanitária provocada pelo novo coronavírus, o setor do turismo em Sergipe, desde a semana passada, ensaia uma retomada das atividades de forma gradual. Um dos principais cartões postais do estado, o Cânion do Xingó, cujos passeios partem da cidade de Canindé do São Francisco, voltou a receber turistas no último fim de semana.

De acordo com o secretário de Estado do Turismo, Sales Neto, o retorno tem sido bastante tímido, mas a projeção para as próximas semanas é animadora. “Conversei com alguns empresários da região, que me relataram esse retorno tímido. É um processo que a gente entende que é natural, porque estava tudo parado. Mas também recebi informações que já há pesquisa de preços, pacotes, então há muito potencial de crescimento para breve”, explicou o gestor

A novidade nesta semana foi o anúncio da retomada dos passeios na Orla Pôr do Sol, em Aracaju, a partir do próximo dia 1º. A partir desta data as agências de turismo e os proprietários de embarcações que atuam na região já poderão voltar a organizar passeios para locais como Crôa do Goré, Ilha dos Namoradores, entre outras atividades com a mesma finalidade. “A demanda vai crescer até que a gente consiga chegar a um volume importante, significativo para o setor. Já tenho observado a movimentação crescente das operadoras de turismo e das agências nesse sentido”, avalia Sales.

Esse processo de retomada de turismo é considerado essencial para a recuperação da economia do estado. Em uma condição normal, segundo números levantados pela Setur, o turismo sergipano movimenta cerca de R$ 1,2 bilhão anualmente, considerando apenas os serviços de alojamento e alimentação, o que representa pouco mais de 3% do Produto Interno Bruto do Estado (PIB). Até antes da pandemia, o setor gerava em torno de 7 mil empregos no estado.

Outro aspecto positivo nesse processo de retomada, segundo o secretário Sales Neto, é a normalização da oferta de voos. Segundo informou para nossa reportagem, já há pelo menos um voo para cada uma das rotas áreas que haviam em Sergipe antes da pandemia (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Recife).

A situação continuará sendo observada nas próximas semanas, com a expectativa de que a pandemia, a cada dia, seja assunto do passado em Sergipe.

Por Ícaro Novaes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais