Veja como antecipar o saque do Auxílio usando bancos digitais

0
Para quem tem pressa em movimentar o dinheiro, a solução é apostar em contas virtuais, que são oferecidas por bancos digitais e fintechs (empresas ligadas à tecnologia) (Foto: Arthur Soares)

Mesmo com o pagamento da terceira parcela do Auxílio Emergencial os beneficiários não poderão logo de início realizar todas as transações financeiras, como saques e transferências. Segundo o calendário divulgado pela Caixa Econômica Federal, as datas para essas transações irão variar de acordo com o mês de nascimento do assistido pelo programa. Quem nasceu em dezembro, por exemplo, precisa esperar até 19 de setembro para fazer essas transações.

Para quem tem pressa em movimentar o dinheiro, a solução é apostar em contas virtuais, que são oferecidas por bancos digitais e fintechs (empresas ligadas à tecnologia). Através dessas contas virtuais, o cliente pode realizar o chamado “depósito por boleto”, ou seja, o cliente cria um boleto com o valor que deseja receber, faz o pagamento e geralmente em até três dias úteis o valor pago é creditado em conta.

Cada empresa possui uma particularidade. Mas normalmente o processo de abertura de contas é simples. Basta baixar o aplicativo do banco digital ou fintech, preencher os dados com CPF, Carteira de Identidade, e-mail e endereço. Além de informar o valor aproximado da renda que possui e tirar uma selfie para comprovar a veracidade das informações prestadas. Tudo é feito de maneira gratuita.

Através dessas contas virtuais, o cliente pode realizar o chamado “depósito por boleto” (Foto: Sevement/Pixabay)

Após realizar o cadastro, a empresa estabelece um período para analisar as informações recebidas, que em média dura cinco dias úteis. Caso o cadastro seja aprovado, o cliente pode fazer uso da opção “depósito por boleto”, preencher o valor que pretende movimentar do Auxílio, realizar o pagamento no Caixa Tem e esperar até três dias úteis para receber o dinheiro em conta.

Após o recebimento do dinheiro, o cliente pode fazer normalmente as transações que desejar, como saques e transferências. Lembrando que é importante consultar o banco sobre o valor das taxas para essas transações.

por João Paulo Schneider 

Comentários