Venda de fogueiras juninas está em baixa em Aracaju

0

Fogueiras mais caras que são vendidas na Praça da Leste (Fotos: Gustavo Monteiro/Portal Infonet)

Madeira das fogueiras vem da cidade de São Cristóvão

A crise chegou para todo mundo, inclusive para o comércio de fogueiras juninas, muito tradicionais em todo o Nordeste nesta época. Se no mesmo período do ano passado, os comerciantes comemoravam as vendas, este ano a situação é outra. As fogueiras que antes eram vendidas na porta do Ceasa e nas calçadas que o cercam, hoje estão restritas à Praça da Leste, no bairro Siqueira Campos.

“Só vendi 5 fogueiras em 30 dias que estou aqui na praça”, conta Fábio Justino, comerciante que vende fogueiras há 15 anos, sendo os cinco últimos na região. De acordo com Fábio, ano passado, nesse período, ele já tinha vendido 300.  “A queda foi grande”, lamentou. O comerciante espera que a situação melhore um pouco na véspera de São João.

Os preços variam entre R$ 20 reais, as mais simples, e R$ 60, a mais arrojada, com formato icônico das madeiras em formato quadrado. Na praça da Leste, as madeiras vêm da cidade de São Cristóvão.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais