Venda de veículos cresce 4,18% em janeiro

0

O segmento de automóveis apresentou aumento de 8,62%
A venda de veículos em Sergipe aumentou em janeiro de 2008 se comparado ao mesmo mês do ano passado. De acordo com dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) as vendas no Estado em janeiro tiveram um aumento de 4,18%. “Há muito tempo o setor de veículos em Sergipe não apresentava crescimento significativo em janeiro, que é um mês complicado nesse segmento”, afirma Luís Moura, economista do DIEESE.

O segmento de automóveis apresentou aumento de 8,62% (confira tabela). Moura aponta a recuperação da renda aliada ao aumento no volume de crédito como principais fatores que impulsionaram tal crescimento de vendas, inclusive nos importados. O economista ainda destaca o número maior de parcelas como atrativo à pessoas que

Clique para ampliar / Fonte: Dieese
compraram seu primeiro carro no período. “Hoje em dia os financiamentos proporcionam ao cliente um longo prazo para o pagamento, fazendo pessoas que nunca imaginaram em comprar um carro zero quilômetro adquirir seu automóvel”, argumenta.

Uma dessas pessoas é Antônio Oliveira, 44 anos. A maior facilidade na forma de pagamento atraiu o comerciante a fechar negócio em uma concessionária da capital. “Sempre sonhei em ter um carro, mas sempre foi algo meio inatingível diante do meu orçamento curto. Agora tendo 60 meses para pagar, juros mais baixos e livre do IOF [Imposto sobre Operações Financeiras] posso dar adeus ao transporte público”, declara.

A não cobrança do IOF está relacionada ao leasing, sistema de financiamento onde o imposto não

Marcio Mendonça
é cobrado. Segundo Márcio Mendonça, gerente de vendas de uma concessionária de Aracaju, o sistema contribuiu para não afugentar clientes assustados com o aumento na cobrança do imposto após a extinção da Cobrança Por Movimentação Financeira (CPMF).

Márcio ainda confirma que um maior número de parcelas contribuiu para o  crescimento nas vendas e que a faixa de preço mais procurada pelos clientes está na faixa de R$30 mil.

Duas rodas

O economista do DIEESE chama atenção para a queda na comercialização de motos e similares em Sergipe no mês de janeiro. “Nos últimos anos a
Luis Moura, economista do Dieese
taxa de crescimento no segmento de duas rodas ocorreram de forma exponencial. A queda apresentada nesse levantamento pode estar relacionada a uma possível saturação no mercado”, disse.`

Por Glauco Vinícius e Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais