10ª Feira Científica de Sergipe apresenta 61 trabalhos até o dia 6

0
61 projetos serão avaliados, dentre os quais 52 são oriundos da Rede Pública Estadual de Ensino. (Foto: Ascom/Seduc)

Começa neste domingo, 28 de fevereiro, e segue até o dia 6 de março a 10ª Feira Científica de Sergipe (Cienart). Este ano, a Feira ocorrerá de forma virtual devido à pandemia da covid-19, por meio do canal do YouTube https://www.youtube.com/channel/UCO192OIpoZ0gRkgyi8CrJPA. As apresentações acontecerão a partir da exposição de banners e vídeos, que serão avaliados pelos pesquisadores de Sergipe a pontuarem os trabalhos a partir de segunda-feira, 1º.

A feira avalia e premia os estudantes e professores que desenvolveram projetos nas unidades escolares em três modalidades: Artes (Música, Teatro ou Dança com a temática da Ciência e Tecnologia) nas escolas públicas e particulares do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio; todas as áreas das Ciências nas escolas públicas e particulares do 6º a 9º ano do Ensino Fundamental; e todas as áreas das Ciências nas escolas públicas e particulares do Ensino Médio.

Em 2021, 61 projetos serão avaliados, dentre os quais 52 são oriundos da Rede Pública Estadual de Ensino. Com a suspensão do evento na forma presencial, quando ocorria a cada ano no mês de outubro em alusão à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, as equipes apresentam os trabalhos, já disponíveis no site para visualização https://cienart-virtual.academico.ufs.br/in%C3%ADcio nas sessões “C&T 6º ao 9º ano, C&T Ensino Médio e Artes”. Uma banca avaliadora formada por pesquisadores nas diferentes áreInicia nesta segunda-feira, 1º, as do conhecimento vai pontuar as equipes segundo critérios da Cienart.

A programação será iniciada no dia 28 de fevereiro, com a apresentação de um vídeo explicativo a respeito do novo formato e boas-vindas a todas as equipes. Já no dia 1º de março, a partir das 8h30, os grupos farão as apresentações dos trabalhos em salas virtuais por meio do Google Meet. De acordo com Eliana Midori Sussuchi, coordenadora da Cienart, a avaliação dos trabalhos na Feira é feita pela análise do banner eletrônico, vídeo do trabalho e entrevista com as equipes.

A entrevista no Google Meet será realizada em períodos de 1h30, durante os quais até quatro equipes irão se apresentar para a banca de avaliadores na mesma sala. As equipes terão cinco minutos para apresentar o trabalho, e os avaliadores terão aproximadamente 15 minutos para fazerem perguntas. Os orientadores também podem e devem estar presentes, mas o projeto deve ser apresentado e discutido exclusivamente pelos estudantes.

A equipe formada pelos estudantes do Centro de Excelência Professor Gonçalo Rollemberg Leite, unidade que oferta o Ensino Médio em Tempo Integral, localizada no bairro Grageru, em Aracaju; Emanuel Vitor, Laís Yvinne, Raquel França e Rodrygo Manoel, sob a coordenação da professora Maria Cláudia Carneiro e o apoio dos residentes do Instituto Federal de Sergipe (IFS), já se prepara para defender o trabalho desempenhado durante a I Mostra Científico-Tecnológica do Gonçalo (MOCITEG).

Segundo Maria Rosa Melo Alves, coordenadora pedagógica do Centro de Excelência Professor Gonçalo Rollemberg Leite, que realizou a inscrição da equipe na Cienart, o projeto nasceu a partir de aulas práticas experimentais de Matemática, Física, Química e Biologia. “A professora de química, Cláudia Carneiro, foi a coordenadora do projeto. Ela fez uma coletânea de todas as práticas experimentais que foram realizadas ao longo do ano com os estagiários do IFS e os nossos estudantes, e nós fizemos essa Mostra que foi muito legal”, disse.

Para a I Mostra Científico-Tecnológica do Gonçalo acontecer, os alunos do Ensino Médio Integral, juntamente com os residentes do IFS, e a professora Cláudia Carneiro realizaram reuniões de alinhamento dos temas, selecionaram as práticas experimentais, além de desempenhar a distribuição e divisão de temas e experimentos por turma. O resultado do projeto será conferido durante a Cienart Virtual, cuja produção suscitou um trabalho coletivo plural e lúdico. O resultado final será divulgado no último dia da Feira Científica, 6 de março.

Cienart

A Feira Científica de Sergipe (Cienart) é uma iniciativa conjunta da Associação Sergipana de Ciência (ASCi), Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Instituto Federal de Sergipe (IFS), com apoio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura.

A Cienart reúne, anualmente, cerca de cinco mil pessoas no espaço da Universidade Federal de Sergipe. São pesquisadores, professores, estudantes da Educação Básica e das Universidades, trocando experiências e popularizando a Ciência, a Tecnologia, as Artes e a Inovação produzidas no estado. Porém, em 2020 a Feira não ocorreu por determinação do Governo de Sergipe, em respeito aos protocolos sanitários recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Em 2021 acontece de forma híbrida, ou seja, presencial e remotamente.

Fonte: Ascom/SEDUC

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais