Aluna de Sergipe é premiada em concurso internacional de poesia

0
Priscila Oliveira Nascimento, 16, foi premiada em terceiro lugar no Concurso Internacional Juvenil de Poesia do Clube de Justiça Social, de Kansas, Estados Unidos (Foto: Maria Odília)

“Quem me conhece sabe que sempre fui engajada politicamente nas questões sociais”, disse a estudante Priscila Oliveira Nascimento, 16, premiada em terceiro lugar no Concurso Internacional Juvenil de Poesia do Clube de Justiça Social, de Kansas, Estados Unidos. Entre 250 poemas inscritos de 12 países, a aluna do Colégio Estadual Cleonice Soares Fonseca, em Boquim, foi destaque com um texto sobre resistência intitulado “Armas da Minoria”.

Acompanhada da mãe, Érica Oliveira Santos Nascimento nesta segunda-feira, 8, a estudante foi recepcionada pela chefe de gabinete do secretário Josué Modesto dos Passos, Rosilene Santos, no Complexo Administrativo e Pedagógico da Seduc.

Depois de duas semanas deliberando, um grupo de 10 juízes, membros do Clube de Justiça Social, e poetas locais, selecionaram os 13 melhores poemas para serem enviados ao campeão mundial de poesia slam, Joaquin Zihuatanjeo. Os países que participaram foram: México, USA, Índia, Paquistão, Espanha, França, Inglaterra, Moçambique, Kenia, Filipinas e China,

A estudante Priscila Oliveira conta que tudo aconteceu em cima da hora. Ela soube por uma tia do edital e decidiu fazer a inscrição no último dia do prazo. “Sempre gostei de escrever, mas sempre tive vergonha de mostrar. Minha tia sabia que eu gostava de escrever e me influenciou a participar. Quando recebi o resultado não acreditei, porque não tinha nenhuma pretensão de ganhar. Mas estou extremamente feliz porque é um reconhecimento”, festeja.

Engajada politicamente, a aluna do 3º ano do ensino médio ficou feliz em saber que o tema a ser abordado no poema seria “resistência”. “É um assunto muito importante e que está em evidência, principalmente em nosso país. Por isso, quis levantar a voz e mostrar. Eu sempre lutei com isso, e quem me conhece sabe que sou engajada nas questões sociais”, completa Priscila, dizendo que pretende cursar direito, área com que ela se identifica.

Emoção e orgulho é como a mãe de Priscila define esse momento. A agente de saúde Érica Oliveira Santos Nascimento conta que a filha é muito estudiosa e comprometida em tudo que faz. “A gente recebeu a notícia com muita felicidade. Ela gosta muito de escrever e de estar antenada em todos os assuntos que estão em evidência no Brasil e no mundo. Então de alguma forma isso ajudou nessa conquista. Ela é nosso orgulho”, celebra.

A gestora do Colégio Estadual Cleonice Soares Fonseca, professora Sara Carolina dos Santos Ferreira, destaca que toda a comunidade escolar ficou feliz com a conquista. “As palavras para esse momento são: orgulho, alegria, inspiração e uma virtuosa trajetória na vida dessa jovem poetisa. Recebemos a grata notícia da sua premiação, concorrendo com jovens de todo canto do mundo, e Priscila somou junto ao seu nome o Colégio Cleonice, a nossa Boquim”, disse.

Confira na íntegra o poema de Priscila Oliveira:

Arma das minorias

Terra de poucos

Terra do capital

Terra onde o proletário grita por socorro

Neste infeliz sistema brutal

Terra onde minhas irmãs de raça

São covardemente torturadas

E quando finalmente ganham voz

A vida lhes é tirada

Se pensam que podem nos parar

Se pensam que vão nos deter

Sinto muito, estão enganados

A resistência vai ferver

Enquanto houver fôlego

Por igualdade vamos lutar

Não confundam com terrorismo

Nossa arma tem apenas amor pra dar

A lista do vencedores pode ser acessada por meio do endereço eletrônico: http://www.sjcinitiative.org/portugues

 

 

Com informações da Seduc

Comentários