Alunos fazem ato e cobram vigilantes para escola

0

Alunos e professores cobram vigilantes (Fotos: Portal Infonet)

Dez dias após a agressão sofrida pela diretora da Escola Senador José Alves do Nascimento, situada no bairro Coqueiral, a rede estadual de ensino permanece sem vigilância terceirizada.

Na tentativa de chamar atenção da Secretaria de Estado da Educação (SEED), estudantes e membros do Grêmio Estudantil da escola e da União dos Estudantes Secundaristas (USES) realizaram uma caminhada pelo bairro Coqueiral.

Segundo a vice-presidente da USES, Lizandra Dawanny, a escola está de luto. “A própria SEED deu um prazo para colocar vigilante na escola. É difícil conviver com a insegurança e ninguém quer um cenário de violência como aconteceu nas outras escolas. A escola está de luto, mas os estudantes na luta”, conta.

O professor de história, Pedro Emanuel de Mello, conta que os próprios docentes estão convivendo com a insegurança. “A situação é a mesma porque houve a agressão contra a diretora da escola e em outras escolas, e infelizmente não temos vigilantes. Também não enviaram equipes de psicólogos para os professores e nem mesmo para a diretora. É complicado manter a aula sem segurança porque os professores estão com medo”, afirma.

Mais casos

Estudantes colocaram faixas de luto 

Alunos e professores durante a caminhada (Foto: USES)

A diretora da Escola Estadual Senador Lourival Fontes, localizado no bairro Santo Antônio, foi agredida por um aluno da instituição. A informação é de que a professora Carla Valéria de Oliveira foi agredida pelo adolescente após uma discussão relacionada a uma bomba colocada no banheiro da escola e que destruiu um vaso sanitário.

SEED

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a assessoria da SEED que informou que a SEED já realizou a licitação para a escolha da empresa terceirizada que irá gerenciar a vigilância terceirizada na rede escolar, sendo que os profissionais estão passando por treinamentos. Informou ainda que das 45 escolas que vão receber vigilantes, uma delas será a José Alves do Nascimento.

Quanto a reclamação de falta de psicólogo, a assessoria informou que não foi encaminhado porque não houve necessidade já que foi resolvido.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais