Alunos ganham ouro na 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia

0
Alunos da rede estadual ganham medalha de ouro na 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (Foto: Ascom/Seed)

Dois alunos do Centro de Excelência Professora Maria Ivanda de Carvalho Nascimento, em Aracaju, foram medalhistas na 21ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). José Alisson Dias de Almeida, do 1º ano, e Gustavo Menezes Santos, do 2º ano, levaram medalha de ouro nesta que é considerada a maior competição estudantil científica brasileira, enchendo de orgulho professores, colegas e familiares.

A Olimpíada foi realizada em 18 de maio deste ano em todos os estados do Brasil. Na própria escola, os alunos responderam uma prova com questões de astronomia e astronáutica da OBA, que é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB).

De acordo com a diretora da unidade de ensino, Adriana Hora, essa foi uma grande conquista para os dois alunos. “Temos trabalhado há mais ou menos três anos com a preparação dos nossos estudantes. O professor Manoel Messias, que também ensina a parte de robótica, está sempre motivando os alunos. Eles participam aqui na escola de um Clube de Estudos de Engenharia com o objetivo de se prepararem para entrar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Nós trabalhamos com os sonhos dos alunos e eles se sentem motivados à pesquisa científica”, afirmou.

José Alisson destacou que a experiência lhe trouxe a certeza de que quer seguir a área das Ciências. “Fazer a prova de Astronomia foi muito positivo e através dela eu percebi que quero continuar estudando a física nuclear, astrofísica, astronomia, aerodinâmica e engenharia. O nível da prova foi elevado, mas o site da OBA ofereceu o conteúdo necessário com antecedência para que pudéssemos estudar. Essa ferramenta me foi muito útil”, disse ele, que agradeceu o incentivo dos professores Manoel Messias e Tibério Ferreira.

Já Gustavo relatou o orgulho que todos tiveram com a sua conquista. “Essa medalha foi muito importante para minha vida, uma recompensa de horas de estudos. Meus familiares ficaram felizes com essa conquista e bem otimistas com meu futuro”, afirmou.

Preparação

Para participarem da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, os alunos José Alisson Dias de Almeida e Gustavo Menezes Santos se prepararam com o professor de Física e da disciplina eletiva de Robótica, Manoel Messias Pereira Valido Filho. O orientador explica que a preparação deles e de outros estudantes já começa desde cedo. “Quando os alunos chegam no primeiro ano do ensino médio, a gente já dá um jeito de começar a introduzi-los na astronomia, seja nas aulas das eletivas, no Laboratório da escola ou resolvendo questões de provas. Além disso, eles participam do Clube de Estudos de Engenharia. O resultado está aí, dois medalhistas neste ano e sete medalhistas no ano passado”, disse.

De acordo com o professor, a vida científica de Alisson Dias e Gustavo Menezes não para por aqui. Isso porque eles estão pré-classificados para competir na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astronáutica. Os alunos farão três provas online e, se passarem, serão classificados para a competição internacional. O orientador explicou ainda que no próximo ano tentará inscrevê-los na Olimpíada Brasileira de Lançamento de Foguetes.

“Como estudam no Ensino em Tempo Integral, eu acabo passando mais tempo com eles do que com minha família. Então temos um vínculo muito grande, e quando eles atingem esse sucesso, para mim é uma alegria imensa. É como se fossem meus filhos tendo uma grande conquista”, declarou.

Fonte: SEED

Comentários