Alunos do Paulo Freire suspendem aulas em protesto contra insegurança

0

Os alunos do Colégio Estadual Professor Paulo Freire, no bairro Industrial, protestaram contra a insegurança nas redondezas da escola nas últimas semanas. Com faixas e cartazes, dezenas de alunos fecharam avenidas e se concentraram na frente da escola cobrando uma solução das autoridades.

Confira a matéria completa no vídeo:

SEED

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Educação afirmou que “entende ser legítima toda manifestação com o intuito de qualificar os serviços das escolas, mas que, quanto a questão da segurança, no Colégio Estadual Professor Paulo Freire há vigilância terceirizada 24h, com quadro completo de profissionais, todos os dias. Por conta de pessoas da comunidade, que pulam o muro da escola, o Setor de Engenharia iniciará o aumento do referido muro ainda esta semana, para dificultar o acesso a área interna. O Serviço de Segurança Patrimonial da Seed também esteve na “Paulo Freire” e foi acionada a Polícia Militar, por se tratar de questões que envolvem segurança pública. Quanto às reivindicações por melhoria da infraestrutura, a direção da escola já tomou providência e nos próximos dias haverá manutenção do Laboratório de Informática. Há seis merendeiros na escola e servem almoço e lanche. Nesta semana, o lanche também será reforçado com uma proteína”.

Comentários