Conservação do Ibura será realizada em parceria com estudantes

0

Gerente da unidade da Flona, Paulo Bastos
A Floresta Nacional do Ibura (Flona), situada a menos de 20 km de Aracaju, precisa de parceiros para resolver uma série de problemas ambientais. Um dos problemas da Floresta é a comunidade que vive em seu entorno, pois além de demonstrarem grande dependência dos recursos da unidade, os habitantes locais provocam grandes depredações, arrancando mudas e cortando árvores.

Pensando nisso, foi firmada a parceria com o Colégio Arquidiocesano, através do Projeto de Educação Ambiental Cheirinho de Mato, para que os alunos do ensino médio façam um estudo de identificação científica das espécies nativas na Floresta. As árvores terão placas informando o seu nome popular, científico e suas principais características.

O biólogo e o gerente da unidade da Flona, Paulo Bastos, diz que esse tipo de parceira é interessante, pois faz com que as crianças percebam a necessidade em cuidar do meio ambiente e comecem a se preocupar com esses impactos na Unidade de Conservação.  Paulo destaca que será firmando um termo de Cooperação, onde os alunos não vão só identificar as espécies da flora, como também vão propor opções de projetos para a conservação da área.

Importância

Biólogo diz que educação ambiental é fundamental
Paulo ressalta que a Floresta está sobre um manancial que abastece cerca de 15%  do município de Aracaju.  “É importante preservar esse manancial, porque se não serão 15% a menos de água na capital e mais custos financeiros para o Estado”, completa.  Para a preservação acontecer de forma crescente, Paulo conta que o Instituto Chico Mendes vem analisando, há um ano, as necessidades da Flona e procurando parceiros para intensificar ações em pró a área.

Educação ambiental

“Você alterar a cabeça de uma pessoa adulta é bem mais difícil do que colocar uma nova idéia na cabeça de uma criança”, afirma Paulo. Com isso, o biólogo, argumenta que seria interessante se os colégios de todo o país, implantassem a consciência ecológica dentro da sala de aula, para que essas crianças possam dar prosseguimento aos trabalhos que estão sendo feitos. “Estudar o meio ambiente engloba todas as disciplinas, desde a matemática até a geografia”, comenta.  

Comentários