Encontro Intersetorial Fora da Escola Não Pode acontecerá na sexta

0

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) convida os atores do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGD) para participarem do Encontro Estadual Intersetorial Fora da Escola Não Pode! Busca Ativa Escolar – A hora é AGORA!, no dia 3 de dezembro, às 8h, por meio do canal do YouTube Educação Sergipe.

O evento acontece em parceria com o Fundo das Nações Unidas Para a Infância (Unicef), União dos  Dirigentes Municipais de Educação do Estado de Sergipe (Undime) e Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC). O objetivo do encontro é compartilhar as práticas e socialização de experiências, possibilitando o aprendizado com os pares na construção coletiva na mobilização das equipes de Busca Ativa Escolar dos municípios a fim de identificar meninos e meninas, adolescentes e adultos estudantes que correm risco de abandonar, ou que já abandonaram as salas de aula.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa Escolar em Sergipe, Rute Rosendo, o momento servirá para apresentar o trabalho da Busca Ativa Escolar realizado no ano de 2021 em Sergipe. “Nós continuamos com o trabalho em regime de colaboração com os 75 municípios sergipanos. Não paramos no momento mais crítico da pandemia e não podemos parar agora. Esse é o momento de enfrentar o desafio de manter o vínculo da criança, do adolescente, jovem e adulto com a escola, porque se quebrarmos o vínculo neste momento, fica bem mais difícil reencontrarmos esses estudantes. Certamente essas experiências que serão apresentadas no encontro servirão de inspiração para aqueles municípios que estão realizando a implementação da estratégia da busca ativa escolar”, disse.

Busca Ativa Escolar em Sergipe

Em outubro de 2018, o Governo de Sergipe aderiu à tecnologia social e plataforma gratuita para enfrentar a exclusão escolar em regime de colaboração com 75 municípios sergipanos para implementá-la como uma importante medida de enfrentamento ao abandono e exclusão escolares.

É fundamental que os municípios e Estado estejam engajados para identificar crianças e adolescentes que não conseguiram se manter aprendendo durante a pandemia. Este momento de retorno presencial das atividades escolares, de reabertura segura das escolas, é fundamental para garantir que os estudantes retomem o vínculo com a escola e garantam o seu direito de aprender. Afinal, o direito à educação deve ser garantido com absoluta prioridade, independentemente das adversidades existentes, mesmo que isso exija que o sistema tenha que ser, ainda que temporariamente, reinventado.

Somente políticas implementadas de maneira intersetorial poderão garantir a inclusão, a permanência e a aprendizagem de crianças e adolescentes com deficiência, pertencentes a comunidades tradicionais ou adolescentes em abrigos, em cumprimento de medida socioeducativa em meio fechado, egressos ou em risco de trabalho infantil, ou em diversas outras situações de vulnerabilidade social e econômica.

Para participar do encontro, basta acessar o canal do youtube Educação Sergipe: https://bit.ly/3rj7cM7

Fonte e foto: Seduc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais