Enem: Aulão move alunos da rede pública e particular

0
Aulão ocorreu no Teatro Atheneu (Fotos: Ícaro Novaes/Portal Infonet)

Alunos do Colégio CCPA e do 3º ano do ensino médio do Colégio Atheneu participaram de um ‘aulão’ interdisciplinar preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015. O evento ocorreu no Teatro Atheneu na noite desta terça-feira, 11, dia em que também se comemora o “Dia do Estudante”. Alunos de outras escolas trocaram ingresso por 1kg de alimento, que segundo a organização, serão doados a alguma associação a ser decidida.

Organizado e realizado pelo colégio CCPA há alguns anos, o evento desta vez abriu espaço para os alunos da rede pública. O coordenador do aulão, Marcus Vinicius conta de onde partiu a iniciativa. “Foi uma ideia de um dos professores do CCPA que quis compartilhar esse nosso conhecimento com alunos de outras escolas. Conversamos com o professor Genaldo do Atheneu, ele gostou da iniciativa, liberou o teatro e topou trazer os alunos dele também”, explica.

Renam sonha em ser médico e prestará Enem desse ano

Durante o aulão, professores levaram temas sobre sete disciplinas: geografia; física; matemática; filosofia; química; redação e biologia, que ainda contou com encenações e apresentações teatrais de alunos do CCPA.

O aluno Renam Lima do 3º ano do Atheneu se prepara para o enem e sonha em cursar medicina. Focado, o estudante afirma que a iniciativa dos colégios reforça o aprendizado da sala de aula de uma forma descontraída. “É uma forma diferente de aprender que acaba reforçando que a gente aprende em sala de aula. Essa troca de experiências faz diferença na hora de concorrer com outros alunos”, disse.

Já Larissa de Goes, aluna do 2º ano do CCPA e que também sonha em cursar medicina, garante que este ano vai fazer o Enem pela segunda vez como teste, já que só ano que vem terá concluído o ensino médio. A garota acredita que unir o

Larissa: A iniciativa de juntar pessoas de outra escola é importante

Marcus: É uma forma diferente de aprender

conteúdo com métodos novos de aprendizado acaba inovando e sendo mais divertido o estudo. “Abrange novas possibilidades de aprendizado. E a iniciativa de juntar pessoas de outra escola é importante porque existe a troca de aprendizado”, coloca.

O coordenador do evento garante que quem sai ganhando com tudo isso são os alunos, que além de aprender na sala de aula, são beneficiados com essas iniciativas fora da sala. “Nossos professores têm muito a dar e esses alunos tem muito a receber, por isso essa parceria é importante. É um complemento, porque temos as aulas tradicionais mas é importante sair da sala de aula e mostrar o assunto de maneira mais descontraída e contextualizada”, completou.

Por Ícaro Novaes e Raquel Almeida

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais