Entrevistas de emprego por videoconferência ganham força na pandemia

0
Diversas empresas adotaram o recrutamento online como forma de manutenção do quadro de funcionários (Foto: Agência Educa Mais Brasil)

No contexto da pandemia, onde inúmeras atividades precisaram se readaptar as medidas adotadas para combater a contágio do novo coronavírus, práticas que antes eram pouco usadas se tornaram cada vez mais comuns. Uma delas é a entrevista de emprego online, uma saída inteligente para empresas que precisam manter o quadro de funcionários ativo.

Na prática, a entrevista online funciona do mesmo modo que a presencial, onde o gestor de recursos humanos realiza, ao vivo ou por meio de vídeos gravados, perguntas, testes e avaliações ao entrevistado. A tendência é que a metodologia continue, mesmo após o fim da pandemia.

O processo de recrutamento pela internet começa antes mesmo da entrevista. A empresa divulga vagas e oportunidades em sites especializados e recebe currículos por e-mail para serem analisados. Depois disso, entrevistador e os candidatos selecionados precisam estar preparados para o momento do diálogo.

Além da preocupação com a conexão de internet, o entrevistado precisa se programar de maneira completa, então, revisar a documentação, escolher a roupa correta, treinar as habilidades de comunicação. Perfil comportamental e postura corporal podem ser um diferencial no momento da entrevista.

Já o entrevistador tem como papel criar um ambiente mais tranquilo para o entrevistado, pois é muito comum que em toda entrevista de emprego o nervosismo aflore, seja ela presencial ou virtual.

“Os recrutadores têm cada vez buscado se aperfeiçoar numa adaptação adequada para o recrutado. Criar um ambiente de cordialidade, para que a pessoa possa responder sobre aquilo que ela tem de melhor, suas habilidades e o porquê que ela seria a melhor escolha para aquela vaga é obrigação do entrevistador”, explica Marcelo Pirani, diretor executivo da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH Brasil).

Por isso, se manter focado no objetivo principal da entrevista é essencial, apresentando pontos fortes, como: ser mais claro, ser objetivo e ter convicção das suas competências. Porém, um erro muito comum em entrevistas de emprego é o fato de mentir ou apontar vocações que não possui, como afirmar que tem curso de idioma avançado ou que possui experiência numa área completamente diferente das que consta no currículo. Essas atitudes podem levar a desclassificação dos candidatos.

Pensando nisso, separamos algumas dicas de como se sair bem numa entrevista de emprego online:

1 – Tenha certeza que está apto para ocupar a vaga

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. Em um processo seletivo, há diversos candidatos para uma vaga, por isso é preciso estar ciente que as suas qualificações se enquadram no perfil da vaga. Em muitos casos, o profissional não possui a qualificação necessária para a vaga ou não se diferencia dos demais.

2 –  Faça todas as preparações necessárias para uma entrevista formal

Não é porque a entrevista é online que você vai deixar de se preparar como se fosse uma presencial. Pesquise sobre o empregador, prepare repostas para perguntas comuns em entrevistas, formule perguntas que deseja fazer, esteja confiante para o processo.

3 – Aposte no Marketing Pessoal

O entrevistado precisa trabalhar um pouco mais o seu marketing pessoal como um todo, independente de realizar uma entrevista ou não. É preciso trabalhar mais esse lado e apostar sempre em falar sobre suas competências e seus principais resultados. O recrutador espera ver garra e brilho nos olhos, mesmo que através da câmera.

4 – Cuidado com a imagem que você veicula nas redes sociais

Atualmente, as redes sociais podem ser usadas como critério de eliminação em um recrutamento. Por isso, alguns cuidados precisam ser tomados com relação a isso. Se em uma seleção onde 10 candidatos foram escolhidos, o critério de desempate pode ser a forma como você se comporta na internet.

“É importante que o currículo me diga quais são as formações técnicas, mas entender o comportamento também é importante. E as redes sociais dão muitos indicativos comportamentais. Por exemplo, uma pessoa que é hater o tempo inteiro pode ter dificuldade nos processos e ações que a gente deseja dentro da empresa”, salienta Marcelo Pirani, Diretor Executivo da ABRH Brasil.

5 – Se atente a postura

Mesmo que esteja sendo realizada através dos aplicativos de videoconferência, a sua postura e comportamento diante as câmeras também estará sendo analisada pelo recrutador. Por isso, preste atenção à sua postura, se vista adequadamente, tenha um bom enquadramento de câmera, sempre olhando diretamente para ela e mostre sempre interesse ao que está sendo dito.

6 – Escolha um lugar apropriado

Um ambiente limpo, tranquilo e sem interferência externa é o essencial para esse momento. Por isso, analise com antecedência esse lugar e opte por ambientes visualmente limpos, sem muitos elementos e com boa iluminação. Uma dica é buscar espaços próximos à parede.

Dia do Profissional de Recurso Humanos

Hoje, 03/06, é celebrado o dia do profissional responsável pela manutenção da mão de obra humana de uma empresa. O profissional de Recursos Humanos atua desde a fase de recrutamento e seleção, passando pela integração de cada colaborador para, assim, investir em programas de melhoria da produtividade da companhia visando alinhar os objetivos da empresa com os colaboradores e promover a satisfação profissional.

A data ganhou destaque no Brasil após o reconhecimento desses profissionais por Genézio Lucone, fundador da Associação Paulista de Administração Pessoal, que hoje é a Administração Brasileira de Recursos Humanos — a ABRH.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais