Escolas municipais estão mobilizadas em campanha para diretores

0
Durante toda esta semana, até o próximo dia 17, os profissionais da Educação da rede deram início às campanhas para o processo eleitoral que elegerá os novos diretores e coordenadores das unidades de ensino (Foto: Semed)

Quando sancionada, em julho deste ano, pelo prefeito Edvaldo Nogueira, a Lei da Gestão Democrática foi bastante comemorada por toda a comunidade escolar. De lá para cá, professores, alunos, pais e responsáveis já exerceram o direito ao voto, elegendo os membros dos Conselhos Escolares. Durante toda esta semana, até o próximo dia 17, os profissionais da Educação da rede deram início às campanhas para o processo eleitoral que elegerá os novos diretores e coordenadores das unidades de ensino. Todos os candidatos poderão apresentar suas propostas à comunidade escolar até o próximo dia 17.

Todas as chapas inscritas podem realizar suas campanhas dentro das dependências das unidades de ensino, através de debates, apresentações nas salas de aula e com cartazes e outros materiais impressos. No total, nove escolas registraram candidaturas de duas chapas, outras 54 instituições registraram chapa única e outras 11 não tiveram candidaturas registradas.

“Parabenizo a todos pelo sucesso dos procedimentos feitos até este momento, como previstos pela Lei de Gestão, pelo Decreto e Edital que disciplinam as eleições. O que pode e o que não pode está devidamente estabelecido na Lei e nos regulamentos e devem ser lidos com atenção e aplicados com sobriedade. As eleições passarão e o projeto das escolas, com quem quer que saia vitorioso, exigirá o trabalho de todo o coletivo. E nós, da Comissão Eleitoral Geral, estaremos atentos para se houver dúvida sobre as regras”, afirma o diretor de Educação Básica da Semed e membro da Comissão Eleitoral Geral, professor Manuel Prado.

Eleição

No próximo dia 18 de dezembro, a Comissão Eleitoral Geral, composta por membros da Semed e por professores indicados pelo sindicato, enviará para as escolas um kit eleitoral, contendo urnas, cédulas e ata de apuração. Na quarta-feira, 19, acontece a eleição de 7h às 17h nas escolas que funcionam durante dois turnos e até às 21h nas que funcionam também no turno da noite.

A secretária adjunta da Educação, professora Maria Antônia de Arimatéia, salientou a importância do processo na rede. “Retornar à gestão democrática na rede é algo indispensável e essencial, já que uma tradição democrática se constitui na perspectiva de uma participação coletiva. Então, essa retomada é bastante significativa”, apontou.

Fonte: PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais