Estudantes têm aula de química durante visitação a acervo de museu

0
O evento acontece em todo o país entre os dias 13 e 19 de maio, em comemoração ao Dia Nacional dos Museus, comemorado no dia 18 deste mês (Foto: Portal Infonet)

A aula de química desta quinta-feira, 15, dos alunos do 9º ano do Colégio Analina Costa foi longe da sala de aula. O professor Edenilton Teles levou os estudantes para uma exposição do Museu de Química, do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS), que está com parte do acervo exposto do shopping RioMar, zona sul da capital. A exposição faz parte da Semana Nacional de Museus, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O evento acontece em todo o país entre os dias 13 e 19 de maio, em comemoração ao Dia Nacional dos Museus, comemorado no dia 18 deste mês.

A diretora explica sobre a importância do Museu de Química (Foto: Portal Infonet)

Segundo a diretora do Museu de Química, Rosemary Menezes, o evento busca mostrar para os estudantes que é possível apreender de maneira descontraída, além de conhecer mais a fundo um dos grandes expoentes do estudo de química no estado. “Essa também é uma oportunidade para eles conheceram a história da ciência e tecnologia do Estado de Sergipe”, informa. Ainda segundo ela, os museus representam um grande espaço de exaltação da memória coletiva. “Você não constrói o presente sem conhecer o passado. Os estudantes chegam aqui e ficam surpresos a evolução que a química teve ao longo da história”, explica.

O professor Edenilton Teles diz que a iniciativa de levar os alunos ao Museu foi bastante oportuna (Foto: Portal Infonet)

O professor Edenilton Teles concorda coma diretora Rosemary e afirma que o museu abriga uma gama frutífera de conhecimento que permitem que o processo de aprendizagem possa ser mais dinâmico. ““Foi uma tarde de descobertas onde eles puderam colocar em prática tudo aquilo que foi aprendido em sala de aula”, diz o professor. Ainda segundo ele, o ponto alto do encontro foi quando os estudantes viram de perto alguns instrumentos profissionais. “Eles gostaram muito das máquinas que estavam expostas. Ficaram bem maravilhados”, diz.

A estudante Fátima Ferreira conta que ficou surpresa ao ver pela primeira ver um microscópio. “Uma das coisas que eu mais gostei de ver foi o microscópio. Nunca tinha visto um de perto. Só nos livros”, conta. Fátima diz ainda que teve a sensação que a visita vale muito à pena. “Eu gostei muito das análises históricas. Aprendi bastante com essa visita”, garante.

por João Paulo Schneider 

Comentários